Stone contra banco de investimentos para realizar IPO em Nova York, diz jornal

ago 17, 2018

A empresa de meio de pagamentos Stone está disposta a abrir seu capital e realizar uma oferta inicial de ações na bolsa de Nova York. Dessa forma, a companhia seguiria os mesmos passos da PagSeguro (NYSE:PAGS), do UOL, que também optou para lançar seus papeis no mercado americano. As informações são da Coluna do Broad desta sexta-feira.

A publicação destaca que a decisão acontece mesmo em meio ao cenário eleitoral. A Stone, inclusive, já teria contratado bancos de investimentos para auxiliarem na estruturação da operação. Seis bancos devem fazer parte da empreitada.

O principal objetivo da companhia é obter múltiplos altos no mercado americano, onde empresas de tecnologia encontram um ecossistema mais vasto. A coluna lembra que a PagSeguro movimentou em seu IPO quase R$ 7 bilhões, tendo inclusive já realizado uma oferta subsequente (follow on) em junho último.

A Stone é controlada pelos fundadores André Street e Eduardo Pontes e tem, entre seus acionistas, a britânica Actis, a brasileira Gávea Investimentos e a americana Madrone Capital Partners.

PagSeguro

Em junho, a PagSeguro lançou uma nova oferta de ações de até 1,1 bilhão de dólares, uma das raras empresas da América Latina a se aventurar nos mercados de capitais nos últimos meses.

O plano, que aconteceu meses após o bem-sucedido IPO (oferta inicial de ações, na sigla em inglês) de 2,26 bilhões de dólares em janeiro, é a terceira emissão de ações da América Latina desde abril, segundo dados da IFR.

O Goldman Sachs e o Morgan Stanley (NYSE:MS) consultaram o mercado nesta segunda-feira sobre a venda de 33 milhões de ações, sendo 11,55 milhões de uma oferta primária (papéis novos) e 21,45 milhões da secundária (ações detidas pelo controlador UOL).