Portugal - Ações fecharam o pregão em queda e o Índice PSI 20 recuou 0,23%

set 03, 2018

Portugal - As ações fecharam em queda no pregão de segunda-feira, com perdas nos setores de Telecomunicações, Bens de consumo e Materiais básicos, levando as ações a uma baixa.

No encerramento em Lisboa, o Índice PSI 20 caiu 0,23%, alcançando novo nível recorde mínimo de 3 meses.

O melhor desempenho da sessão no Índice PSI 20 veio das ações da Sonae Capital (LS:SONAC), que subiram 1,63%, o que corresponde a 0,0140 pontos, sendo negociadas a 0,8740 no fechamento do pregão. Enquanto isso, as ações da Galp Energia (LS:GALP) adicionaram 1,26%, ou 0,2200 pontos, terminando o dia em 17,6900, e as da Nos SGPS SA (LS:NOS), que avançaram 0,45%, ou 0,0220 pontos, no final das operações com 4,9380.

O pior desempenho da sessão foi das ações da Pharol SGPS SA (LS:PHRA), que caiu 6,76% ou 0,0140 pontos, com os papéis sendo negociados a 0,1930 em seu fechamento. Mota Engil (LS:MOTA) recuou 3,18%, ou 0,0850 pontos, terminando em 2,5900, e Semapa (LS:SEM) diminuiu 2,25%, ou 0,4000 pontos, para 17,4000.

As ações em queda superaram os papéis com resultados positivos na Bolsa de valores de Lisboa com uma diferença de 23 a 11, enquanto 6 terminaram sem alterações.

Os contratos futuros de petróleo brent para entrega em novembro, subiram 0,68%, ou 0,53, para $78,17 por barril. Em outras commodities, petróleo para entrega em outubro, avançou 0,49%, ou 0,34, para atingir $70,11 por barril, enquanto os futuros de ouro para entrega em dezembro, avançaram 0,22%, ou 2,70, negociados a $1.207,10 por onça troy.

O par EUR/USD subiu 0,15% para 1,1620, enquanto o par EUR/GBP avançou 0,77%, para 0,9022.

O Índice Dólar Futuros, por sua vez, aumentou 0,01% em 95,04.