Petróleo avança 3% com queda nos estoques e sanções ao Irã no radar

mai 09, 2018

Investing.com - Os preços do petróleo fecharam na máxima de três anos e meio impulsionados pela perspectiva de corte de oferta no Irã e a queda nos estoques dos EUA pela primeira vez em três semanas.

Em Nova York, o contrato futuro do WTI para entrega em junho subiu 3% para encerrar a sessão a US$ 71,14 o barril, enquanto o Brent, em Londres, avançou 2,4% para fechar o pregão a US$ 77,22 o barril.

Os estoques de petróleo bruto dos EUA caíram 2,197 milhões de barris na semana encerrada em 4 de maio, acima das expectativas de queda de 200 mil barris.

Os estoques de gasolina caíram 2,174 milhões de barris, superando as previsões de queda de 450 mil barris, enquanto os demais óleos – que incluem diesel e óleo de aquecimento - cederam 3,791 milhões de barris, bem acima das expectativas de uma redução de apenas 1,375 milhão de barris.

Os preços do petróleo bruto tiveram um forte começo de dia, com os comerciantes aumentando suas apostas em uma cotação mais elevada no médio prazo devido à perspectiva de queda na oferta global após a decisão do presidente dos EUA, Donald Trump, de retirar o país do acordo nuclear com o Irã.

A opção de Trump de abandonar o acordo abriu o caminho para os EUA restabelecerem as sanções contra o Irã após 180 dias. As sanções dos EUA ao Irã provavelmente terão um impacto imediato de menos de 200 mil barris por dia e bloquearão menos de 500 mil barris após seis meses, de acordo com a maioria dos analistas consultados pela S&P Global Platts.