Mesmo com avaliação considerada alta, Agibank atrai interessados para IPO

mai 15, 2018

Investing.com - Em processo para conseguir emplacar sua oferta inicial de ações, a avaliação do banco digital Agibank está sendo considerada elevada por investidores. Apesar disso, o valor de R$ 9 bilhões dado à companhia não tem gerado pressão sobre os coordenadores da oferta para redução de preços, mesmo já tendo afastado o interesse de alguns gestores. As informações são da Coluna do Broad, do Estadão.

A publicação destaca que mesmo antes do roadshow, muitos investidores já manifestavam interesse no IPO, em volume considerado suficiente para cobrir a oferta.

No fim do mês passado, o banco enviou à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) um prospecto para emissão inicial de ações, em oferta primária e secundária, mantendo estratégia para elevar sua base de correntistas e aproveitando uma oferta bem sucedida do rival Banco Inter.

O Agibank afirma no prospecto que no final de março tinha 535,6 mil clientes, crescimento de 68% sobre um ano antes, atendidos por "canais digitais e uma rede de mais de 450 pontos de atendimento físicos em todo o território nacional". O Inter tem cerca de 500 mil clientes.

Em janeiro, em entrevista à Reuters, o presidente e fundador do Agibank, Marciano Testa, afirmou que o banco tem planos para quintuplicar sua base de correntistas neste ano. Testa participa da operação como vendedor na oferta secundária.

No primeiro trimestre, o Agibank teve uma carteira total de crédito de cerca de R$ 1,3 bilhão e lucro líquido de R$ 58 milhões após R$ 15 milhões no mesmo período de 2017, segundo o prospecto enviado à CVM. No ano passado como um todo, o lucro foi de R$ 129 milhões, alta de 18% sobre o obtido em 2016.

Com Reuters.