Embraer aprova distribuição de dividendos; ações entram em ex no 25 de setembro

set 14, 2018

A Embraer (SA:EMBR3) divulgou ao final da sessão de ontem que seu Conselho de Administração aprovou a distribuição de dividendos extraordinários de R$ 0,01 para cada ação ordinária e o equivalente a R$ 0,04 por American Depositary Shares (ADS).

Para fazer jus ao pagamento do dividendo, os acionistas precisam estar posicionados com as ações ordinárias ao final da sessão do dia 24 de setembro, com os ativos passando a ser negociados em ex-dividendos no dia seguinte. O pagamento vai acontecer a partir do dia 11 de outubro.

No caso das ADS, terão direito aos dividendos o acionista que estiver posicionado com o ativo ao término da sessão do dia 27 de setembro na Bolsa de Nova York, com os papéis entrando em ex na sessão do dia 28. O pagamento será efetuado a partir do dia 18 de outubro.

A companhia informa que os dividendos serão imputados ao dividendo mínimo obrigatório do exercício social de 2018, ad referendum da Assembleia Geral Ordinária que aprovar as contas de tal exercício social.

Segundo trimestre

A Embraer registrou um prejuízo líquido atribuído aos acionistas de 467,0 milhões de reais no segundo trimestre, ante um lucro de 200,9 milhões de reais no mesmo período do ano passado, em um trimestre marcado pelo menor número de entregas e aumento dos custos com o desenvolvimento do cargueiro militar KC-390.

Excluindo impostos diferidos, contribuições sociais e itens especiais, o lucro líquido ajustado foi de 2,3 milhões de reais, ante lucro de 409,4 milhões de reais no segundo trimestre do ano passado.

O resultado operacional medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) despencou 83 por cento para 140,4 milhões de reais no segundo trimestre, incluindo o impacto negativo, não recorrente, de 458,7 milhões de reais referente à revisão da base de custos do contrato de desenvolvimento do cargueiro KC-390, em decorrência do incidente com o protótipo ocorrido em maio.