Camil opera em alta na véspera das ações entrarem em ex; yield é de 0,62%

ago 29, 2018

A sessão desta quarta-feira é a última para o investidor se posicionar com os ativos da Camil Alimentos (SA:CAML3) para fazer jus ao pagamento de Juros sobre Capital Próprio (JCP), aprovados pelo conselho de administração na semana passada. Com isso, as ações passam a ser negociadas em ‘ex’ na sexta-feira.

Nesta quarta-feira na B3, as ações são negociadas com ganhos de 0,73% a R$ 6,87.

O valor bruto dos proventos é de R$ 20 milhões, correspondente ao valor bruto unitário de R$ 0,0494767457 por ação ordinária, ou R$ 0,042 com o desconto dos impostos, de posse do investidor ao final da sessão de hoje. O yield, com base no fechamento de ontem, é de 0,62%.

Os JCP serão pagos no dia 11 de setembro.

A companhia encerrou o ano fiscal encerrado no dia 28 de fevereiro, com registrou lucro líquido de R$ 250,6 milhões, um crescimento de 24% na comparação com o mesmo período anterior.

A Camil reportou também queda nas vendas, decorrente do cenário econômico ainda muito desafiador, com quedas relevantes nos preços de arroz, feijão e açúcar, além de maior concorrência. O EBITDA apresentou redução de 10,5% com margem caindo 0,6 ponto percentual, se comparado ao mesmo período do ano anterior.

A receita líquida da Camil no período atingiu R$ 4,6 bilhões, queda de 5,7% ante os R$ 4,9 bilhões do ano imediatamente anterior. Dona de marcas como União e Coqueiro, Camil Alimentos atua nos mercados de arroz, feijão, açúcar e pescados.