Ações - Wall Street abre em alta, China retalia tarifas americanas

set 18, 2018

Wall Street estava em alta nesta terça, com os investidores não se importam com a notícia de que a China está retaliando contra uma nova rodada de tarifas americanas.

O S&P 500 avançava 9 pontos, ou 0,34%, para 2.898,68 a partir de 9h36 enquanto o Dow subia 77 pontos, ou 0,30%, para 26.140,10 pontos. O índice de tecnologia NASDAQ Composite estava em alta de 43 pontos, ou 0,56%, para 7.939,77.

A China disse que imporá novas tarifas aos produtos americanos no valor de US$ 60 bilhões, a partir de 24 de setembro, Reuters relatou. As novas tarifas são em resposta às aumento das tarifas americanas na segunda-feira de 10% sobre US$ 200 bilhões em produtos chineses, que vão até 25% no final do ano.

Donald Trump twittou que “haverá uma grande e rápida retaliação econômica contra a China se nossos fazendeiros, pecuaristas e/ou trabalhadores industriais forem alvos!”. Ele afirmou anteriormente que os EUA imporia tarifas sobre outros US$ 267 bilhões de importações adicionais se a China retaliasse.

As ações Apple (NASDAQ: AAPL) recuavam em 0,13% depois que a Casa Branca poupou uma categoria de produtos de alta tecnologia das tarifas que a Apple usa para seus Watch e AirPods.

Avon (NYSE:AVP) subia 6,25% em meio a relatos de que a brasileira Natura Cosméticos (SA:NATU3) abordou a empresa de cosméticos sobre uma aquisição. A Amazon.com (NASDAQ:AMZN) ganhava 0,87%, enquanto a Tesla (NASDAQ:TSLA) avançava 1,68% e a empresa de maconha medicinal Tilray (NASDAQ:TLRY) saltava 12,75%.

Por outro lado, a Oracle (NYSE:ORCL) caía 2,91% depois que sua receita de serviços na nuvem foi menor que a esperada, enquanto a empresa chinesa de comércio eletrônico Alibaba (NYSE:BABA) perdia´1,25%.

Na Europa, as ações estavam estáveis O DAX da Alemanha subia 1 ponto, ou 0,01%, o CAC 40 da França avançava meio ponto ou 0,01% e o FTSE 100 de Londres ia ao negativo por 2 pontos, ou 0,04%. Enquanto isso, o índice pan-europeu EURO STOXX 50 tinha queda de 2 pontos ou 0,07% enquanto o IBEX 35 da Espanha subia 20 pontos ou 0,22%.

Com relação a commodities, os contratos futuros de ouro avançavam 0,14%, para US$ 1.207,50, ao passo que os contratos futuros de petróleo dos EUA recuavam 1,67%, para US$ 69,83 o barril. O índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, recuava para 0,19% para 93,91.