Petróleo abaixo de US$ 68 com possibilidade de isenção em sanções contra o Irã

jul 16, 2018

A cotação do petróleo caía mais de 3% para menos de US$ 68 nesta segunda-feira, já que o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, sugeriu que certas exceções poderiam ser concedidas para países importadores de petróleo do Irã.

Os contratos futuros de petróleo bruto WTI, negociados em Nova York, tinham perdas de US$ 2,33, ou cerca de 3,3%, e eram negociados a US$ 67,62 o barril às 11h32.

Além disso, os contratos futuros de petróleo Brent, referência para preços do petróleo fora dos EUA, recuavam US$ 2,56, ou 3,4%, para US$ 72,77 o barril.

"Queremos que as pessoas reduzam as compras de petróleo a zero, mas em certos casos, se as pessoas não puderem fazer isso da noite para o dia, consideraremos exceções", disse Mnuchin a repórteres na sexta-feira em comentários que não poderiam ser divulgados até segunda-feira, segundo a Reuters.

Depois que o presidente dos EUA, Donald Trump, se retirou do acordo nuclear com o Irã e reimplantou sanções, os países que compram petróleo de Teerã foram ameaçados com sanções secundárias dos EUA, reduzindo a contribuição do Irã para o fornecimento global.

No entanto, Trump reclamou em várias ocasiões sobre os preços estarem muito altos e disse que pediu à Arábia Saudita para aumentar a produção.

Mnuchin sugeriu que se reuniria com colegas nos bastidores da reunião de ministros das Finanças do G20 em Buenos Aires, de 19 a 22 de julho, na qual as sanções ao Irã provavelmente serão assunto de conversas.

"O Departamento de Estado tem a capacidade de conceder isenções em torno de reduções significativas nos mercados de petróleo, algo que o Tesouro e o Estado farão", disse Mnuchin, acrescentando que os EUA estariam "abertos a ouvir".

Em outras negociações de energia, os contratos futuros de gasolina recuavam 3,04% para US$ 2,0327 o galão às 11h37, ao passo que o óleo de aquecimento tinha queda de 2,82% e era negociado a US$ 2,0733 o galão.

Os contratos futuros de gás natural avançavam 0,47%, para US$ 2,765 por milhão de unidades térmicas britânicas.