Skip to main content

PACOTE DEFINITIVO
para investidores e traders!

  • Ações que valem até US$ 200
  • US$ 10 para negociar cripto
  • Status Gold no seu primeiro mês\
  • Acesso à educação
  • Acesso a ideias de investimento
free shares promotion
eurusd-below-parity

Euro fecha abaixo do USD pela primeira vez desde 2002

Sex, 2022-08-26 19:55

Não faz muito tempo que escrevemos sobre o par EUR/USD atingindo a paridade pela primeira vez em duas décadas. Pois bem, agora o par euro-dólar atingiu mais uma baixa, registrando o seu primeiro encerramento diário abaixo de 1:1 desde 2002. Em negociações recentes, a taxa cruzada caiu de uma alta de 1,0046 para uma baixa de 0,9926 e diminuiu cerca de 1% antes do tão esperado Simpósio Econômico de Jackson Hole.

Para piorar a situação, muitos estrategistas de forex acreditam que este é apenas o início de um longo mercado baixista para a moeda única da UE e que devemos nos preparar para novos declínios nos próximos meses. Então, o que está por trás do terrível desempenho do euro ultimamente e quais as implicações para investidores, traders e consumidores comuns?

Inflação, inflação, inflação

Embora seja verdade que o mundo inteiro está sob pressão inflacionária no momento, nenhuma região foi mais atingida do que a Europa. De acordo com o Eurostat, quase metade dos 19 países da zona euro alcançaram agora uma inflação anual de dois dígitos. Os motivos são muitos, mas o principal é a falta de espaço de manobra que o BCE deixou para si mesmo em termos de taxas de juros. 

Tendo ficado próximo ou abaixo de zero na maior parte da última década, o regulador europeu foi simplesmente incapaz de reagir de forma tão agressiva como a Fed e outros bancos centrais mundiais quando a pressão dos preços pós-pandemia começou a se estabelecer.

A instabilidade política local e a incerteza energética associada também desempenharam um papel significativo no aumento dos preços. Com a eletricidade e outras fontes de combustível com um aumento médio de 50%, houve um efeito indireto inevitável nos custos de produção e, consequentemente, no preço dos produtos finais.

O dinheiro é sempre mais verde…

Outro fator inegável por trás da recente queda abaixo da paridade do euro-dólar é a força extrema do dólar americano. Embora a Reserva Federal mereça algum crédito pelo seu ambicioso e oportuno programa de aumento de taxas, a fonte da força do dólar é muito mais profunda do que a política monetária. Não importa o que digam, o dólar dos EUA ainda é a moeda de reserva mundial e, como tal, é considerado um porto seguro em tempos de incerteza econômica.

Os rendimentos mais altos dos títulos do Tesouro como resultado do aumento de taxa da Fed obviamente contribuem para a atratividade do dólar. Isso sem citar o fato de que o petróleo e muitas outras commodities altamente valorizadas no momento são denominados em dólares americanos. É importante ressaltar, no entanto, que um dólar forte não é especialmente desejável para Washington, já que torna as exportações dos EUA mais caras. À medida que muitos representantes da Fed se dirigem a Jackson Hole pedindo outro aumento de 0,75 ponto-base em setembro, a possibilidade do gás norte-americano aquecer as casas europeias neste inverno parece, no mínimo, remota.

Então, para onde estamos indo?

À medida que a Europa se aproxima cada vez mais da recessão e que os EUA não estão muito atrás disso, é difícil prever onde o EUR/USD irá parar a curto e médio prazo. E alguns podem muito bem argumentar que esta é a menor das nossas preocupações. É fácil esquecer que o aumento das taxas de juros dos EUA não apenas fortalece o dólar, mas também significa pagamentos hipotecários mais elevados para os devedores comuns e redução dos gastos de consumo. Este é outro fator importante que está levando os decisores políticos do BCE a adotarem uma abordagem mais tímida das taxas de juros na zona euro.

Com a maioria das autoridades da Fed claramente decididas a continuar com a política agressiva, é provável que o euro-dólar continue em sua tendência de baixa nos próximos meses, embora muito dependa igualmente das ações do regulador europeu e da sua contraparte norte-americana, bem como do contexto geopolítico e econômico externo na região. Após o discurso de Powell no Jackson Hole nesta quarta-feira, todos os olhos se voltarão para o Banco Central Europeu, conforme este se prepara para divulgar a ata de sua última reunião na quinta-feira, 25 de agosto.

Negocie  de EUR/USD com a Libertex

Não importa para onde você acha que os principais pares de moedas do mundo se moverão a curto prazo, você sempre terá a oportunidade de fazer sua escolha com a Libertex. Como a Libertex oferece posições de CFD longas e curtas nos maiores pares de moedas do mundo — incluindo EUR/USD, GBP/USD e USD/JPY — você certamente encontrará um par interessante para negociar. Para obter mais informações ou criar sua própria conta de trading Libertex, visite https://libertex.org/sign-up

Experimente a emoção do trading!

Registre-se numa conta demo com a Libertex e aprenda a negociar