Criptomoedas em baixa; empresa de mineração lança IPO de US$ 2 bilhões

mai 22, 2018

Investing.com - Criptomoedas estavam em baixa nesta quinta-feira, com o bitcoin se aproximando da marca de US$ 8.000, não muito distante de US$ 7.972,40, mínima da semana passada.

O bitcoin estava cotado a US$ 8.201,10, queda de 3,45% às 09h20 na corretora Bitfinex.

Apesar da redução nos valores dos ativos digitais, a segunda maior mineradora de Bitcoin anunciou planos para levantar US $ 2 bilhões em uma oferta inicial de ações em julho. Seria o maior IPO focado em Bitcoin até agora.

A Canaan, uma empresa de equipamentos de mineração de criptomoedas, planeja levantar o dinheiro não como uma empresa de bitcoin, mas como projetista de processadores com foco em blockchain e inteligência artificial, informou a Reuters nesta terça-feira. A empresa sediada em Pequim recebeu aprovação do regulador no mês passado, apesar da repressão à mineração de criptomoedas na China.

À medida que o preço e o interesse em moedas virtuais cresceram, a demanda por equipamentos de mineração de tokens digitais aumentou, mas, com os preços da Bitcoin caindo 40% este ano, o interesse na mineração caiu.

Ainda assim, a receita da Canaan cresceu 3% em comparação ao ano anterior, com 1,3 bilhão de yuan (cerca de US$ 204 milhões) de receitas em 2017.

Outras moedas digitais estavam em baixa nesta terça-feira, com o ethereum, segunda maior criptomoeda em termos de capitalização de mercado, recuando 3,98% para US$ 682,90 na corretora Bitfinex. O ripple, terceira maior criptomoeda, caía32,98% e era negociado a US$ 0,66055 enquanto o litecoin era negociado a US$ 132,21, queda de 2,98%.

Em outras notícias, a empresa de investimento global eToro está expandindo suas ofertas de criptomoedas e planeja lançar uma corretora e um digital, inclusive nos EUA. O site de investimento social já oferece 10 moedas virtuais e planeja adicionar mais.

Enquanto isso, as criptomoedas estão se tornando assunto político nos EUA, o que poderia afetar o futuro das moedas digitais. Na Califórnia, Brian Forde, candidato republicano ao Congresso, levantou quase US$ 100.000 em doações em moeda virtual. Como ex-chefe da Iniciativa de Moeda Digital do MIT, ele é considerado um defensor das moedas digitais e planeja usar a tecnologia blockchain para registrar as preferências políticas dos constituintes. Em todo o país, Manny Alicandro, apoiador de bitcoins, anunciou no início de maio que está concorrendo à vaga do Partido Republicano para o cargo de Procurador Geral de Nova York.