Cesp avança em dia positivo na bolsa; incertezas marcam adiamento de leilão

out 02, 2018

Aproveitando a maré positiva na sessão desta terça-feira, as ações Companha Energética de São Paulo (Ceps) operam com valorização de 2,85% a R$ 14,09 na bolsa paulista. Ontem, o governo paulista conseguiu cassar a liminar que suspendia o leilão da estatal, mas precisou adiar o certame para o próximo dia 19.

Para a XP Investimentos, a notícia é negativa, uma vez que as informações são que atraso é devido ao baixo interesse de companhas como CTG, Engie e Votorantim Energia. Isso se deve, segundo a corretora, a atual hidrologia, os R$ 8,8 bilhões de passivos não provisionados e as incertezas com as eleições afetam a procura.

Além disso, as informações são que se o leilão for adiado para além de novembro, a liquidação da transação ocorrerá em 2019, criando riscos que a assinatura de um novo contrato de concessão ocorra no próximo governo.

A decisão do adiamento foi Conselho Diretor do Programa Estadual de Desestatização de São Paulo (CDPED), devido à "incerteza" gerada por uma decisão liminar da semana passada que chegou a suspender a licitação, segundo ata de reunião do colegiado publicada nesta terça-feira.

Na véspera do certame, especialistas apontavam que incertezas regulatórias e políticas em meio a uma acirrada disputa nas eleições à Presidência no país vinham reduzindo o interesse de investidores pela Cesp (SA:Ceps6) e poderiam levar a um leilão pela companhia sem nenhuma proposta ou com apenas um participante.