Ações - Contrastes no mercado futuro dos EUA com peso do Facebook sobre a Nasdaq

jul 26, 2018

Havia contrastes no mercado futuro dos EUA nesta quinta-feira, já que tensões comerciais entre os EUA e a União Europeia se abrandavam e um forte declínio nas ações do Facebook pesava sobre o setor de tecnologia.

Os futuros do S&P 500 recuavam seis pontos, ou 0,20%, para 2.835,50 às 07h50 enquanto os futuros do Dow subiam 23 pontos, ou 0,09%, e marcavam 25.426,0. Enquanto isso, o índice de tecnologia de futuros do NASDAQ 100 tinha queda de 64 pontos, ou 0,87%, e marcava 7.404,75 pontos.

As tensões comerciais entre os EUA e a União Europeia diminuíram depois de uma reunião produtiva entre o presidente dos EUA, Donald Trump, e o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, na quarta-feira. Os dois concordaram em não impor tarifas de carros, enquanto os países começam as negociações para cortar as barreiras comerciais.

A temporada de resultados continua nesta quinta-feira, com balanços corporativos esperados de 74 empresas do S&P 500 hoje, incluindo McDonald’s Corporation (NYSE:MCD), MasterCard Inc.(NYSE:MA), Comcast (NASDAQ:CMCSA), Under Armour Inc A (NYSE:UAA) e American Airlines Group (NASDAQ:AAL).

O foco principal estará sobre a Amazon.com (NASDAQ:AMZN), que apresenta seus números após o fechamento do mercado.

O Facebook (NASDAQ:FB) está no caminho certo para a maior queda já registrada no preço de suas ações após a empresa ter advertido que as margens poderiam cair devido a custos de salvaguarda de privacidade e desaceleração do uso do site. A rede social estava em baixa de 18,63% antes do pregã.

Enquanto isso, Tesla (NASDAQ:TSLA) caía 1,18%, PayPal Holdings Inc (NASDAQ:PYPL) tinha queda de 3,47% e Netflix (NASDAQ:NFLX) recuava 2,11%.

Por outro lado, Qualcomm (NASDAQ:QCOM) subia 5,18% após afirmar que retiraria sua oferta de aquisição da fabricante holandesa de chips NXP Semiconductors (NASDAQ:NXPI), ao passo que a empresa de semicondutores Micron Technology Inc (NASDAQ:MU) avançava 0,69%.

Com relação a notícias econômicas, os pedidos de seguro-desemprego e os pedidos de bens duráveis serão divulgados às 09h30.

Na Europa, as bolsas estavam em alta. O DAX da Alemanha subia 153 pontos ou 1,22%, o CAC 40 da França avançava 24 pontos ou 0,44% e o FTSE 100 de Londres tinha alta de um ponto ou 0,02%. Enquanto isso, o índice pan-europeu EURO STOXX 50 avançava 26 pontos ou 0,77% enquanto o IBEX 35 avançava 50 pontos ou 0,52%.

Com relação a commodities, os contratos futuros de ouro recuavam 0,30% para US$ 1.228,10, ao passo que os contratos futuros de petróleo dos EUA caíam 0,10% para US$ 69,23 o barril. O índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, avançava 0,10% para 94,07.