Ultrapar lidera perdas do Ibovespa com queda de 79,2% no lucro líquido

mai 03, 2018

Investing.com - As ações da Ultrapar (SA:UGPA3) operam em forte queda de 6,52% a R$ 56,20 na parte da manhã desta quinta-feira na B3, liderando assim as quedas do Ibovespa. Em abril, o ativo teve perdas de 14,76% e no ano a queda acumulada é de 25,07%.

A companhia divulgou ontem, após o fechamento do pregão, que encerrou o primeiro trimestre de 2018 com lucro líquido de R$ 72,9 milhões, representando queda de 79,4% na comparação com o mesmo período do ano passado. Já o Ebitda ajustado, por sua vez, caiu 46%, para R$ 508,1 milhões entre janeiro e março.

A companhia comunicou também ao mercado que Pedro Wongtschowski irá suceder Paulo Guilherme Aguiar Cunha como presidente do conselho de administração. Wongtschowski é atual vice-presidente do Conselho e está na companhia desde 1985. Lucio de Castro Andrade Filho assume a vice-presidência do conselho.

Além disso, o grupo informou um acordo de acionistas celebrado hoje entre a Ultra e Parth do Brasil. O acordo vincula 31,25% das ações da empresa, e vigorará por cinco anos, prorrogável automaticamente pelo mesmo período.

Na visão da Coinvalores, os números foram fracos, destacando o ambiente mais competitivo e também o início das operações da Iconic, negócio de lubrificantes em parceria com a Chevron. Na Oxiteno, houve gastos pré-operacionais com a planta nos EUA e com paradas, pressionando a rentabilidade no período. Os analistas destacam que em termos consolidados, a margem EBITDA caiu dos 5,1% registrados há doze meses para 2,4% agora.

A XP Investimentos ressaltou que o resultado do trimestre foi impactado pela multa de R$ 286 mi em função da reprovação da aquisição da Liquigás pelo CADE.