Tesla planeja investir US$ 5 bilhões na China em movimento para evitar tarifas

ago 01, 2018

A A Tesla (NASDAQ:TSLA) planeja investir US$ 5 bilhões para produzir carros na China e evitar possíveis tarifas, já que as tensões comerciais entre os EUA e Pequim permanecem no limite, de acordo com uma matéria da Bloomberg.

A empresa está procurando levantar fundos na China para financiar pelo menos uma parte do investimento para a fábrica, disse uma fonte à Bloomberg.

De acordo com a matéria, a Tesla começará a produzir seu novo veículo Modelo 3 na fábrica perto de Xangai em 2020.

No mês passado, o diretor-executivo Elon Musk fez um acordo com as autoridades chinesas para construir uma nova fábrica fora dos EUA e espera-se que o movimento dobre o tamanho da produção global da fabricante de carros elétricos.

O acordo foi fechado pouco tempo após a Tesla elevar os preços dos veículos fabricados nos Estados Unidos que vende na China, a fim de compensar o custo das novas tarifas impostas por Pequim em retaliação aos impostos mais pesados do presidente Donald Trump sobre os produtos chineses.

A notícia surge após uma matéria do Wall Street Journal, que afirmou na segunda-feira que a Tesla também estava em negociações com autoridades na Alemanha e Holanda para construir sua primeira grande Gigafactory europeia, projetada para construir carros e baterias no mesmo lugar.

O valor é divulgado enquanto a Tesla se prepara para apresentar resutlados do terceiro trimestre após o fechamento do mercado de quarta-feira.

O consenso aguarda um prejuízo trimestral de US$ 2,78 por ação, com receita de US$ 4,03 bilhões.

Os analistas também estarão prestando muita atenção para ver se a Tesla está entregando mais de 5.000 unidades Model 3 por semana.