Skip to main content

PACOTE DEFINITIVO
para investidores e traders!

  • Ações que valem até US$ 200
  • US$ 10 para negociar cripto
  • Status Gold no seu primeiro mês\
  • Acesso à educação
  • Acesso a ideias de investimento
free shares promotion
gas-energy

Temores de recessão pressionam o petróleo e colocam o gás no centro do palco

Sex, 2022-08-12 16:50

Em momento sem precedentes desde a década de 1970, a Europa encontra-se à beira da maior crise energética da história recente. Desde o início do ano passado, os preços globais do petróleo duplicaram, os preços do carvão quase quadruplicaram e os preços do gás natural na Europa aumentaram quase sete vezes. Isso está inevitavelmente levando empresas e consumidores a apertar o cinto e os efeitos estão sendo sentidos nos PMIs de Manufatura e Serviços em todo o velho continente.

Agora, no entanto, uma combinação de maior oferta e menor demanda industrial pode acabar empurrando os preços para baixo. Mas isso não é uma boa notícia? No curto prazo, talvez sim, mas macroeconomicamente falando... nem tanto. Onde quer que haja uma crise, porém, traders e investidores certamente encontrarão uma oportunidade se procurarem com atenção. Neste artigo, examinaremos a trajetória futura do mercado de energia e tentaremos identificar a melhor maneira de agir na situação atual.

OPEP ao resgate?

Para muitos, os aumentos nos preços do petróleo que atingiram mais duramente o consumidor médio são vistos como artificialmente sustentados. Afinal, o petróleo facilmente acessível no mundo é mais que suficiente. Ele simplesmente não está sendo liberado no mercado. Embora simples em sua análise, isso é essencialmente verdade. A OPEP esteve sob pressão para aumentar a oferta por várias semanas após a visita de Biden ao Reino da Arábia Saudita no mês passado. No entanto, nem todos os membros do cartel são tão amigáveis ​​com os norte-americanos quanto Riad. Muitos dos estados-membros do grupo estão mais que satisfeitos com os preços mais altos e preferem que a mercadoria permaneça escassa. Depois de muita deliberação, a OPEP finalmente concordou com a modesta soma de 100.000 bpd, que, embora longe de ser uma solução milagrosa, certamente contribuirá para controlar os preços no outono do hemisfério norte. De fato, tanto o Brent quanto o US West Texas Intermediate responderam imediatamente às notícias, caindo 0,2%, para US$97,22 e US$91,71, respectivamente. Com a pressão contínua da maior superpotência do mundo para aumentar a produção, poderíamos esperar uma tendência de baixa nos próximos meses.

Fraca demanda preocupa economistas

Embora o aumento da produção tenha certamente ajudado a controlar os preços, a causa da queda dos preços do petróleo não está de forma alguma no lado da oferta. Dados recentes mostram que a demanda de gasolina nos EUA é atualmente menor do que há dois anos, no auge dos lockdowns da pandemia, com o petróleo em mais de US$ 120 o barril mantendo mais motoristas fora da estrada do que a COVID-19. Enquanto isso, os preços da eletricidade, que estão diretamente correlacionados com os preços do gás e do carvão, têm aumentado exponencialmente.

A instabilidade política no Leste e a falta de alternativas viáveis ​​fizeram com que os preços europeus do gás e da eletricidade disparassem. Ao contrário do petróleo, os consumidores de hoje não podem optar por não usar eletricidade e, com a estação de uso do aquecimento se aproximando rapidamente, eles também serão forçados a aquecer suas casas, independentemente do custo. Apesar da menor suscetibilidade do gás natural à pressão do lado da demanda, muitas empresas estão reduzindo o uso de energia devido aos altos preços e isso está levando à inflação acelerada e ao crescimento negativo em muitos países da UE. Se esta tendência continuar no outono e no inverno do hemisfério norte, a Europa pode estar caminhando para uma recessão completa. Nesse caso, seria de esperar que uma tendência de baixa prolongada ocorresse.

Negocie CFDs de petróleo e gás com a Libertex

Com toda a instabilidade política e econômica no mundo, ninguém sabe realmente para onde os mercados de energia estão indo no curto e médio prazo. Mas com a Libertex você terá pelo menos a possibilidade de negociar CFDs de energia longos ou curtos para máxima flexibilidade e diversificação. A Libertex oferece uma variedade de CFDs de commodities de petróleo bruto Brent, WTI e Light Sweet e até gás natural Henry Hub – para não mencionar uma grande variedade de CFDs de ações relacionadas, incluindo Exxon Mobil, Total e Gazprom. A escolha é sua! Aproveite spreads apertados e comissões baixas enquanto negocia convenientemente em nosso aplicativo multipremiado. Para obter mais informações ou criar sua própria conta hoje, visite www.libertex.org

Experimente a emoção do trading!

Registre-se numa conta demo com a Libertex e aprenda a negociar