Telefônica, Iochpe-Maxion e Romi entram ex amanhã; yields chegam a 3,64%

set 17, 2018

A sessão desta segunda-feira marca a data de corte para o posicionamento dos investidores nas ações da Telefônica Brasil (SA:VIVT4), Iochpe-Maxion (SA:MYPK3) e Indústrias Romi (SA:ROMI3) para fazer jus ao pagamento de proventos na modalidade Juros sobre Capital Próprio. Os yields chegam a 3,64%.

O ativo que irá remunerar melhor o investidor é o da Telefônica, em um total de R$ 2,8 bilhões, referentessão referentes ao lucro líquido do segundo trimestre do ano. Os investidores que encerram esse dia em posse das ações, irão receber um total líquido de R$ 1,321 por ON e R$ 1,4539 por PN. A data de pagamento ainda não foi definida, mas será até o final do exercício social de 2019.

Os valores representam dividend yield de 3,64% para as PN, levando em consideração o fechamento da sessão de ontem.

Já a Iochpe-Maxion irá distribuir R$ 34.482.000,00, correspondente ao valor bruto de R$ 0,23087945. Descontado os impostos, o montante é de R$ 0,1962 por ativo. O pagamento será realizado até 31 de março de 2019, preferencialmente na mesma data de pagamento do dividendo obrigatório referente ao exercício social de 2018, sendo que o valor dos referidos juros não sofrerá atualização monetária alguma.

Levando em consideração o valor do fechamento da sessão de ontem na B3, os acionistas de posse dos ativos serão remunerados em 0,98%.

No caso da Indústrias Romi, serão pagos, já descontado dos impostos, R$ 0,213 para cada ação, montante que representa yield de 2,94%.

Os ativos das três companhias passam a ser negociados em ex-JCP na sessão de amanhã.