Suzano inicia retomada gradual da produção após greve de caminhoneiros

jun 01, 2018

Investing.com - A Suzano Papel e Celulose (SA:SUZB3) informou na manhã sexta-feira que iniciou na data de hoje a retomada gradual das atividades em todas suas plantas industriais, inclusive o escoamento e faturamento de seus produtos, após a greve dos caminhoneiros que afetou a produção nos últimos dias.

As ações da companhia operam em queda de 0,59% a R$ 70,36.

No começo da semana, a companhia informou que "foi obrigada" a paralisar as suas operações em decorrência da greve dos caminhoneiros. O anúncio de suspensão das atividades vem após a empresa informar no fim da semana passada que sua produção e escoamento de produtos estavam sendo impactados pela paralisação dos caminhoneiros.

"... mesmo tendo adotado todas as medidas para minimizar os impactos da greve dos caminhoneiros, a Suzano foi obrigada a paralisar as suas operações em virtude de tal greve", disse a empresa em comunicado desta segunda-feira, sem determinar o prazo de paralisação de sua produção.

Fusão aprovada nos EUA

As autoridades de defesa da concorrência nos Estados Unidos aprovaram a união entre a Suzano Papel e Celulose e a Fibria (SA:FIBR3), que vai criar a maior produtora de celulose do mundo, informaram as empresas nesta sexta-feira.

"A consumação da referida operação está ainda sujeita ao cumprimento de outras condições precedentes usuais para este tipo de operação, incluindo a aprovação por determinadas autoridades da concorrência no Brasil e no exterior", disseram as empresas em comunicados separados.

A operação de fusão entre a Fibria e a Suzano foi anunciada em meados de março.

Com Reuters.