Sulamérica cai mais de 8% com balanço pior do que o esperado pelo mercado

mai 04, 2018

Investing.com - As ações da SulAmérica (SA:SULA11) são negociadas em forte queda de 8,72% a R$ 19,68 depois que a empresa divulgou na noite de ontem o balanço referente ao primeiro trimestre do ano. No período, a seguradora teve lucro líquido de R$ 141,4 milhões, alta de 10% na comparação com os três primeiros meses do ano passado.

As receitas operacionais ficaram em R$ 4,77 bilhões nos três meses, com uma alta de 12%. Sendo que a melhora é resultado principalmente do crescimento dos segmentos de saúde e odontológico, massificados, previdência e gestão de ativos.

Na visão do Credit Suisse, o balanço foi negativo e reforça a opinião dos analistas de que não há espaço para aumento das margens operacionais. Outro ponto que chamou a atenção foi o aumento da sinistralidade. Com base nisso, o banco de investimentos mantém o preço-alvo em R$ 19,00 e a recomendação underperorm.

A leitura da Coinvalores foi bastante diferente, uma vez que considerou os números positivos, destacando a carteira de saúde, mais representativa para a companhia e que performou bem entre os períodos.

Para os analistas da corretora, o índice de sinistralidade apresentou ligeira melhora, mas nesse ponto o segmento de saúde foi o destaque negativo, com piora no índice. O resultado financeiro, como esperado por conta da retração da Selic, apresentou forte queda, o que reduziu o avanço do lucro líquido em relação ao total de receitas, mas ainda assim com boa elevação.