Siderúrgicas lideram ganhos com estímulos na China; Vale avança com Moody's

jul 24, 2018

Com os investidores animados com notícias positivas vindas da China, as ações das siderúrgicas e da Vale operam com forte valorização na parte da manhã desta terça-feira na B3. Destaque também para elevação do rating da mineradora por parte da Moody's.

Com isso, as ações da CSN (SA:CSNA3) lideram os ganhos do Ibovespa ao saltar 7,69% a R$ 8,82, seguidas de Usiminas (SA:USIM5), com valorização de 4,65% a R$ 9,23. Para Gerdau (SA:GGBR4), os ganhos são de 4,42% a R$ 17,02.

No caso da Vale (SA:VALE3), as ações têm avanço de 4,48% a R$ 51,82, com as da Bradespar (SA:BRAP4) valorizando 4,53% a R$ 3,71. A agência de classificação de risco Moody's elevou na segunda-feira a nota de crédito atribuída à mineradora Vale de Ba1 para Baa3, com perspectiva estável, grau de investimento.

Segundo a agência, a medida reflete a melhoria dos indicadores de crédito da companhia, apoiada pelo melhor perfil de produção e redução nos níveis de endividamento.

Os rendimentos dos títulos do governo chinês e os mercados acionários subiram nesta terça-feira depois que Pequim prometeu buscar uma política fiscal mais "vigorosa", já que autoridades intensificaram os esforços para apoiar o crescimento em meio à contração econômica.

As expectativas de mais afrouxamento das condições monetárias levaram o iuan a uma mínima de 13 meses, e ressaltou uma ampla mudança na direção da política chinesa, à medida que crescem os temores de que uma guerra comercial cada vez mais acirrada possa prejudicar a economia.