Sexta-feira é marcada por nova queda nos contratos futuros do minério de ferro

ago 10, 2018

Os contratos futuros do minério de ferro encerram a jornada desta sexta-feira, na bolsa de mercadorias de Dalian, com desvalorização de 0,59% aos 507,0 iuanes por tonelada, para os ativos com data vencimento no mês de janeiro de 2019. Dessa forma, a variação diária no preço da commodity foi de 3 iuanes.

No caso do vergalhão de aço, que tem seus ativos transacionados na bolsa de mercadorias de Xangai, a sessão também foi de desvalorização. O contrato de maio liquidez, com data para outubro deste ano, tiveram perdas de 16 iuanes, para um total de 4.200 iuanes por tonelada. O segundo papel mais negociado, para janeiro do ano que vem, as perdas foram de 43 iuanes, indo para 4.033 iuanes por tonelada.

Os mercados de ações chineses fecharam em alta nesta sexta-feira, marcando a melhor semana em um mês, impulsionados por fortes ganhos em ações de empresas de tecnologia.

As ações de tecnologia se recuperaram depois que a China informou que reformulou um grupo de liderança nacional encarregado de planejar e estudar suas principais estratégias de desenvolvimento tecnológico, sinalizando potencial impulso para empresas de tecnologia locais.

Mas os ganhos no mercado foram limitados, uma vez que as preocupações sobre os atritos comerciais com os Estados Unidos persistiram.

O principal jornal da China refutou as crescentes críticas nos círculos governamentais de que Pequim deveria ter sido mais discreto para evitar a guerra comercial com os Estados Unidos, afirmando nesta sexta-feira que a China não pode esconder seu tamanho e força.

Uma crescente guerra comercial com os Estados Unidos está causando fissuras no Partido Comunista da China, com alguns críticos dizendo que a postura chinesa excessivamente nacionalista pode ter endurecido a posição dos EUA, de acordo com quatro fontes próximas ao governo.

Com Reuters.