Seguindo exterior, Ibovespa futuro inicia jornada com valorização

jun 20, 2018

Investing.com - Após fechar a sessão de ontem com forte valorização, o índice futuro do Ibovespa inicia a quarta-feira com ganhos de 0,58% aos 72.450 pontos. O dia foi positivo nos mercados asiáticos, o mesmo acontecendo com os europeus. Já os futuros de Wall Street também estão no azul.

A guerra comercial entre Estados Unidos e China seguem ditando os rumos dos mercados, fazendo com que os investidores adotem cautela em meio a um cenário incerto. As negociações comerciais entre as duas maiores economias do mundo têm mostrado um padrão de "um passo à frente, dois para trás", disse o gerente de carteira da Fidelity International, Raymond Ma.

Nesta quarta-feira, o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, participa do painel de discussão com o presidentes dos bancos centrais da Europa, Japão e Austrália no Fórum do Banco Central Europeu, realizado em Sintra, Portugal.

A agenda traz ainda a divulgação dos estoques de petróleo dos EUA.

Por aqui, o destaque fica para a reunião do Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) que deve decidir hoje pela manutenção da taxa Selic em 6,5%, expectativa quase unânime dos analistas de mercado.

Bolsas Internacionais

Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 1,24 por cento, a 22.555 pontos. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,77 por cento, a 29.696 pontos. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,31 por cento, a 2.916 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,41 por cento, a 3.635 pontos.

Na Europa, com os mercados abertos, o DAX, de Frankfurt, tem ganhos de 0,08% aos 12.690,0 pontos, enquanto em Londres, o FTSE registra valorização de 0,77% aos 7.662,44 pontos. Já em Paris, o CAC soma 0,16% aos 5.3,99,17 pontos.

Commodities

Os contratos futuros do minério de ferro encerram a sessão desta quarta-feira, na bolsa de mercadorias de Dalian, com leve queda de 0,44% a 453,0 iuanes por tonelada, nos ativos com data de vencimento em setembro deste ano. A variação no dia foi de 2 iuanes para cada tonelada da commodity.

Já os preços dos contratos do vergalhão de aço tiveram uma leve recuperação, com ganhos de 20 iuanes para 3.817 iuanes por tonelada, na bolsa de mercadoria de Xangai para os ativos com data de vencimento em outubro deste ano. Já o segundo ativo de maior liquidez, para janeiro de 2019, teve avanço de 17 iuanes para um total de 3.638 iuanes para cada tonelada do produto.

Para o petróleo, o dia é de rumos distintos. Em Nova York, o barril do tipo WTI é negociado com ganhos de 0,03%, ou US$ 0,02, a US$ 64,92. Já do outro lado do oceano, em Londres, o Brent registra queda de 0,21%, ou US$ 0,16, a US$ 74,92.

Mercado Corporativo

O Conselho de Administração da Companhia Energética de Minas Merais decidiu em reunião realizada nesta terça-feira destituir o diretor jurídico e elegeu Neila Maria Barreto Leal para ocupar o cargo. Em nota, a Cemig (SA:CMIG4) não deu detalhes sobre a destituição do diretor.

A construtora de imóveis populares MRV (SA:MRVE3) informou nesta terça-feira que seu conselho de administração aprovou que a companhia emita até 770 milhões de reais em debêntures. Os papéis serão da espécie simples, não conversíveis em ações, e serão emitidos em até quatro séries, informou a MRV em comunicado.

O prazo de vencimento será de cinco anos para as debêntures da primeira série, de sete anos para os da segunda e de cinco anos para os da terceira e quarta séries. Itaú BBA, Bradesco (SA:BBDC4) e BTG Pactual (SA:BPAC11) serão os coordenadores da operação, informou a companhia.

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) entrou com ação nesta segunda-feira (18) na Justiça Trabalhista do Rio questionando a privatização das refinarias Landulpho Alves, na Bahia; Abreu e Lima,em Pernambuco; Alberto Pasqualini, no Rio Grande do Sul; e Presidente Getúlio Vargas, no Paraná, anunciada pela Petrobras (SA:PETR4) em abril deste ano como “oportunidades de desinvestimento referentes à alienação de sua participação em refino e logística”.

A Volkwagen e a Ford estão negociando sobre uma possível aliança em veículos comerciais, incluindo vans, e projetos para mercados globais. As companhias afirmaram que a aliança não envolve troca de ativos ou de participações acionárias.

Em comunicado conjunto no final da terça-feira, as empresas afirmaram que estão considerando uma aliança estratégica e "avaliando uma série de projetos conjuntos", incluindo o desenvolvimento de uma linha de veículos comerciais para os mercados mundiais.

A fabricante de implementos rodoviários Randon (SA:RAPT4) teve aumento de 17,5 por cento na receita líquida consolidada em maio na comparação com o mesmo período do ano passado, para 288,7 milhões de reais. A companhia, maior fabricante de reboques e semirreboques da América Latina, afirmou que no acumulado dos cinco primeiros meses do ano, a receita subiu 48,6 por cento, para 1,6 bilhão de reais.

A empresa de concessões de infraestrutura Ecorodovias (SA:ECOR3) anunciou ter assinado nesta terça-feira o contrato de concessão para explorar um lote de rodovias em Minas Gerais, numa concorrência vencida pela empresa em fevereiro.

O lote é composto pelos trechos BR-135 (301,2 quilômetros), MG-231 (22,65 quilômetros) e LMG-754 (40,1 quilômetros), com extensão conjunta total de 363,95 quilômetros. A Ecorodovias pagou 2,06 bilhões de reais para poder explorar a concessão do trecho por 30 anos.

A tarifa de energia dos consumidores do Distrito Federal vai ficar, em média, 8,81% mais cara a partir de sexta-feira (22). A revisão tarifária extraordinária da CEB (SA:CEBR3) Distribuição foi aprovada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Para os consumidores atendidos em baixa tensão, como residências e comércio, o aumento será de 8,78%. Já para as indústrias, a tarifa vai ficar 8,88% mais cara.

A concessionária tinha pedido um aumento que impactaria em 30% nas tarifas, segundo a Aneel. A empresa alegou estar em situação de “severo desequilíbrio econômico-financeiro” por causa de despesas extraordinárias com compra de energia. A Aneel não aceitou o pedido da CEB, pois provocaria “indesejável aumento tarifário”.

Agenda de Autoridades

O presidente Michel Temer participa nesta quarta-feira da abertura do Seminário Nacional promovido pela ABRATEL: O Impacto Social, Político e Econômico das Fake News. Mais tarde, tem encontro com José Ricardo Roriz Coelho, presidente em exercício da Fiesp.

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, viaja nesta quarta-feira para Washington, nos Estados Unidos, erá um encontro bilateral com o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, além de reuniões com representantes do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Com Reuters.