Renova Energia recusa oferta vinculante da Cemig

mai 07, 2018

Investing.com - A Renova Energia (SA:RNEW11) comunicou que seu Conselho de Administração não aceitou a proposta vinculante recebida da Companhia Energética de Minas Gerais, Cemig (SA:CMIG4), para aquisição de 100% das ações de emissão da Chipley SP detidas pela Renova ou de 51% das ações de emissão da Brasil PCH S.A. detidas pela Chipley.

A companhia também informou que sua diretoria está desenvolvendo estudos aprofundados de um Novo Plano de Reestruturação que será apresentado em breve ao seu Conselho de Administração, objetivando equacionar sua estrutura de capital e honrar todos os compromissos assumidos.

No final de marçoccelétrica estatal mineira apresentou uma proposta vinculante à sua controlada Renova Energia para a aquisição da participação da empresa na Brasil PCH.

A ideia era viabilizar o pagamento de valores devidos pela Renova à unidade de geração e transmissão da Cemig, a Cemig GT. A proposta foi apresentada em um momento em que a Renova trabalhava na conclusão da venda para a canadense Brookfield de seus principais ativos, o parque eólico Alto Sertão III, ainda em construção, e projetos eólicos em desenvolvimento.

Na época, a Renova Energia afirmo que ainda não tinha planos para o futuro após a venda de seus principais projetos eólicos para a canadense Brookfield, atualmente em fase de conclusão.

A elétrica, que chegou a ser líder no mercado eólico brasileiro e previa alcançar um portfólio de 2,66 gigawatts em 2019, deve ficar com apenas 190 megawatts em pequenas hidrelétricas caso feche o negócio com os canadenses.