Petrobras: Saída de Parente é muito negativa, avalia Credit Suisse

jun 01, 2018

Money Times - Para o Credit Suisse, a demissão de Pedro Parente do cargo de CEO da Petrobras (SA:PETR4) é “muito negativa”, mostra um relatório enviado a clientes nesta sexta-feira (1) e assinado por Regis Cardoso.

“Muito negativo. Pedro Parente mencionou em confissões recentes que partiria caso o governo interferisse na administração da empresa, particularmente na política de preços. Tememos que possa ser o caso”, pontua.

Parente tinha contrato com a Petrobras até março de 2019. Sua saída vinha sendo especulada há dias pelo mercado, especialmente em meio as discussões sobre a política de preços da petroleira e a greve de caminhoneiros que impactou negativamente o país.

Por Money Times