Ouro em nova mínima de um ano e meio com peso de dólar forte

ago 15, 2018

A cotação do ouro caía para a mínima de um ano e meio nesta quarta-feira, já que o dólar forte continuava a pesar sobre a demanda do metal.

Os contratos futuros de ouro com vencimento em dezembro atingiram a mínima de US$ 1.190,80, o nível mais fraco desde o final de janeiro de 2017, e recuavam 0,74%, para US$ 1.191,80 às 08h34 na divisão Comex da Nova Bolsa Mercantil de York.

A cotação do ouro permanecia abaixo do nível psicologicamente importante de US$ 1.200 uma vez que os temores sobre os efeitos de contágio da crise financeira da Turquia fizeram com que os investidores continuassem a buscar segurança no dólar norte-americano.

O índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais moedas, tinha alta de 0,24% e chegava a 96,77, seu maior nível desde o final de junho de 2017.

A força da moeda norte-americana continuava a neutralizar o apelo de porto seguro do metal amarelo. Uma moeda mais forte nos EUA torna o ouro e outras commodities cotadas em dólar mais caras para investidores estrangeiros.

A fraqueza do ouro também pesava sobre outros metais, com queda a prata com vencimento em setembro recuando 1,78% para US$ 14,785 a onça-troy. A platina com vencimento em outubro era negociada a US$ 776,50, queda de 3,13% no dia.

Entre os metais de base, o cobre com vencimento em setembro recuava 2,72% para US$ 2.610.