Oi recua em dia de conclusão de aumento de capital da recuperação judicial

jul 31, 2018

A primeira capitalização prevista no plano de recuperação judicial da Oi foi destinada para atender a conversão dos títulos de dívida detidos pelos credores ao preço de emissão de R$ 7,00 por ação. Hoje é o último dia para conversão dos títulos de dívida e, após essa conclusão da oferta, a Oi se prepara para a convocação de uma nova assembleia de acionistas para dar prosseguimento ao processo de recuperação judicial.

As ações da tele recuam 2,33% a R$ 2,93.

A AGE está prevista para ocorrer até o fim deste ano, mas com prazo final até fevereiro de 2019.

A segunda capitalização não deve exceder o limite de R$ 4 bilhões, uma vez que este foi o valor estipulado no plano aprovado em dezembro passado pelos seus credores, sendo que a administração da empresa já indicou que o valor por ação nessa oferta deverá ficar próximo a R$ 1,24.

Para a Coinvalores, embora a redução da dívida e a entrada de novos recursos na Oi possam melhorar a situação financeira da companhia, a volatilidade deverá permanecer alta nos ativos OIBR4 (SA:OIBR4) em meio às ofertas de ações em bolsa.

A AGE vai deliberar sobre a nova composição do conselho de administração da operadora. Na prática, a conversão significou uma redução da dívida financeira da Oi de R$ 45 bilhões para cerca de R$ 14 bilhões. Com a entrada de novos acionistas, a base de acionistas ficou muito mais pulverizada e alargada. A Pharol (ex-Portugal Telecom) teve sua participação reduzida de 27,49% para menos de 8%.