Moody's diz que os acontecimentos na Itália não influenciam revisão da dívida

mai 29, 2018

Investing.com - A agência de classificação Moody's afirmou nesta terça-feira que os acontecimentos políticos na Itália nos últimos dias não possuem relação com sua recente decisão de colocar a classificação da dívida do país em revisão para um rebaixamento.

Na sexta-feira, a Moody's colocou a nota de dívida Baa2 da Itália em revisão para rebaixamento, dizendo que o país enfrentava "risco significativo de enfraquecimento material" em sua força fiscal, dados os planos de seu novo governo de coalizão antissistema.

No entanto, desde então, partidos populistas da Itália abandonaram sua tentativa de formar um governo de coalizão após o presidente do país, Sergio Mattarella, ter impedido a nomeação de um ministro das finanças eurocético.

Espera-se que a Itália vá às urnas novamente ainda neste ano e investidores temem que novas eleições possam ser vistas como um referendo sobre o papel da Itália na União Europeia e que acabem reforçando os partidos contrários ao euro.

Nesta terça-feira, a Moody's afirmou que as principais áreas de foco para a revisão permanecem inalteradas após os acontecimentos políticos dos últimos dias.

"Vamos concluir a revisão quando tivermos uma melhor visibilidade sobre a direção da política do país, o que significa que o prazo para a revisão pode exceder o período típico de até três meses", disse a agência de classificação.

Ainda foi afirmado que a Itália deve ser rebaixada se o próximo governo buscar políticas fiscais que não sejam suficientes para colocar a dívida pública em uma trajetória descendente sustentável nos próximos anos.

Sua classificação poderia ser confirmada se houvesse um programa ambicioso de reforma estrutural pelo próximo governo, o que resultaria em um desempenho de crescimento mais forte da economia italiana.