Moedas - Libra em baixa e euro em ligeira alta em início de semana

jun 11, 2018

Investing.com - A libra caía nesta segunda-feira após uma série de relatórios econômicos decepcionantes no Reino Unido, ao passo que o euro estava em ligeira alta, já que os mercados se preparam para uma grande semana, que inclui reuniões do Federal Reserve e do Banco Central Europeu.

O par GBP/USD recuava 0,38% para 1,3355 por volta das 08h54 após ter subido, mais cedo, à máxima de 1,3441.

A libra esterlina estava sob pressão após um relatório ter mostrado que a produção industrial do Reino Unido teve a maior redução em quase seis anos em abril, reduzindo as perspectivas para a economia.

Outro relatório mostrou que o déficit comercial da Grã-Bretanha aumentou no período de três meses encerrado abril, já que houve queda nas exportações.

Um terceiro relatório indicou que a economia do Reino Unido cresceu apenas 0,2% no período três meses encerrado em maio, aumentando os temores sobre o impacto econômico do Brexit.

A libra também estava em baixa frente ao euro, com o par EUR/GBP avançando 0,42% para 0,8815.

O euro estava em ligeira alta em relação ao dólar, com o par EUR/USD cotado a 1,1783, afastando-se da máxima prévia de 1,1820.

A demanda pela moeda única mantinha sustentação antes da reunião do BCE na quinta-feira, na qual é amplamente esperado que a instituição sinalize intenções de começar a reduzir seu programa de estímulo de compra de títulos.

O dólar revertia as perdas prévias frente ao iene, considerado porto seguro, com o par USD/JPY avançando 0,33%, para 109,91, acima da mínima atingida durante a noite de 109,31.

Investidores minimizavam os riscos geopolíticos após o contencioso encontro do G7 no Canadá no fim de semana.

Donald Trump, presidente norte-americano, recusou-se a endossar o comunicado final, acusou o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, de fazer "declarações falsas" e acusou o resto do mundo de tratar os EUA como um "cofrinho".

Os investidores esperavam um avanço com a Coréia do Norte antes de uma histórica reunião de cúpula entre Trump e seu colega norte-coreano Kim Jong em Cingapura na terça-feira.

Os mercados financeiros também aguardavam a reunião do Federal Reserve de quarta-feira, na qual seus integrantes deverão aumentar as taxas de juros pela segunda vez este ano.

Com um aumento da taxa quase totalmente precificado, os mercados estão se concentrando em saber se o Fed vai sugerir a perspectiva de quatro aumentos de juros neste ano.

O Banco do Japão também deve se reunir ainda nesta semana e deve manter a política monetária como está no final da reunião de sexta-feira.

O índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, avançava 0,13% para 93,66.

Enquanto isso, o dólar canadense ampliava as perdas, com o par USD/CAD avançando 0,77% para 1,3023, já que as preocupações com a deterioração das relações entre Washington e Ottawa pesavam.