Moedas - Euro reverte ganhos com peso de temores renovados na Itália

mai 28, 2018

Investing.com - O euro revertia os ganhos iniciais desta segunda-feira, caindo à nova mínimas de seis meses, já que novas preocupações quanto à instabilidade política na Itália pressionavam a moeda única em meio a perspectivas de novas eleições.

O par EUR/USD atingia a mínima de 1,1641 às 07h30, nível mais fraco desde 13 de novembro, após ter subido à máxima de 1,1733 mais cedo.

A moeda única sofria pressão de venda renovada uma vez que investidores digeriam a perspectiva de novas eleições na Itália.

O euro inicialmente subiu para a máxima do dia depois que os partidos populistas da Itália abandonaram sua tentativa de formar um governo de coalizão após o presidente do país, Sergio Mattarella, ter impedido a nomeação de um ministro das finanças eurocético.

Investidores temiam que a coalizão pudesse colocar em risco a participação da Itália na zona do euro.

No entanto, o movimento do presidente poderia arriscar uma crise constitucional e agora o país deve voltar às urnas novamente neste ano.

O euro reduzia os ganhos rente ao iene, com o par EUR/JPY cotado a 127,31, não muito distante de 127,13, mínima de onze meses atingida na sexta-feira.

O índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais moedas, estava em 94,23, nível mais forte desde meados de novembro devido ao euro mais fraco.

O dólar permanecia estável frente ao iene, com o par USD/JPY cotado a 109,36 após ter subido à máxima de 109,84 durante a noite.

A demanda pelo dólar continuava a se sustentar após Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, ter dito no domingo que uma equipe norte-americana havia se preparado para uma reunião planejada entre ele e o líder norte-coreano Kim Jong Un, apesar dos pontos de interrogação pairarem sobre as negociações.

A libra subia, com o par GBP/USD avançando 0,20% para 1,3322.

Os volumes de negociação provavelmente permanecerão baixos nesta segunda-feira com mercados nos EUA e no Reino Unido fechados devido a feriados nesses países.