Moedas - Dólar cai, libra atinge máxima do dia

jul 24, 2018

O dólar caía drasticamente nesta terça-feira, com o euro se recuperando e a libra subindo para a máxima do dia depois de notícias de que a primeira-ministra britânica, Theresa May, assumirá o controle das negociações do Brexit.

O índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, recuava 0,21% para 94,22 às 11h52.

As expectativas de que o Federal Reserve manterá os planos de mais aumentos graduais de juros este ano, à medida que a economia continua se fortalecendo, sustentavam as perspectivas para o dólar.

O dólar passou a ficar sob pressão depois que Trump lançou um ataque ao banco central norte-americano na semana passada, alegando que seus planos de elevar as taxas de juros dos EUA corriam o risco de prejudicar seus esforços para fortalecer a economia.

Trump também afirmou que uma política monetária mais rígida estava penalizando os EUA, contribuindo para um dólar mais forte.

O euro estava em alta, com o par EUR/USD avançando 0,14% para 1,1707, subindo a partir da mínima prévia de 1,1655.

Os ganhos do euro foram limitados por dados mostrando que o crescimento no setor privado da zona do euro desacelerou ligeiramente neste mês, indicando que a economia da região começou o terceiro trimestre em um nível mais baixo.

A libra subia aos melhores níveis do dia, com o par GBP/USD avançando 0,34% para 1,3146 depois que a primeira-ministra britânica, Theresa May, disse em comunicado que liderará as negociações do Brexit com a União Europeia, enquanto o departamento do Brexit vai se concentrar em preparativos para um Brexit sem acordo.

O dólar também estava em baixa frente ao iene, com o par USD/JPY recuando 0,27% para 111,03.

A moeda japonesa ganhou impulso na segunda-feira devido a relatos de que o Banco do Japão estaria discutindo ativamente mudanças em seu maciço programa de estímulo monetário. A próxima reunião do Banco do Japão deverá ocorrer no final do mês.

Além disso, a lira turca estava em baixa, com o par USD/TRY recuando 3,03%, para 4,8838 depois que o banco central do país manteve as taxas de juros inalteradas, surpreendendo os mercados financeiros, que esperavam um aumento nos juros.

A decisão aumentou as preocupações de que o presidente turco, Recep Erdogan, está minando a independência do banco central, enquanto ele pressiona por taxas de juros mais baixas.