Minerva sobe mais de 11% com possível OPA do fundo soberano Salic

ago 21, 2018

No começo da sessão desta terça-feira, as ações da Minerva (SA:BEEF3) operam com forte valorização de 11,13% a R$ 6,69, liderando assim o índice de Small Caps da bolsa paulista. O mercado reage positivamente à notícia de o Salic, fundo soberano da Arábia Saudia, poderia adquirir o controle acionário da companhia.

Para analistas do Itaú BBA, o preço das ações da Minerva já embute a expectativa de uma injeção de capital, mas o valor de 9 reais seria uma "surpresa positiva".

De acordo com a Coluna do Broad, do Estadão, a operação poderia envolver cerca de R$ 1 bilhão, suficiente para assumir o controle do grupo frigorífico e fechar o capital da companhia.

A publicação destaca que o Salic detém atualmente 21,4% das ações da Minerva, que foram adquiridos em 2015. O cálculo dos valores atuais é feito com base em um valor por ação de R$ 9,00, o que representa um ágio de R$ 3,00 na comparação com o atual patamar de negociação dos ativos.

Em caso de interesse da família Vilela de Queiroz, que por meio da VDQ Holdings, é dona de 28,22% da Minerca, o Salic poderia ficar com 100% dos papéis pagando cerca de R$ 1,5 bilhão.

Outra alternativa, conforme a reportagem do jornal Valor Econômico, é fazer uma injeção de recursos, que resultaria num aumento significativo das participações do Salic e da família Vilela de Queiroz por meio da VDQ Holdings.

Com Reuters.