Light salta mais de 8% com interesse da Enel em possível aquisição

jul 19, 2018

Na parte da manhã desta quinta-feira na B3, as ações da Light (SA:LIGT3) operam com forte valorização de 8,53% a R$ 12,24. A edição de hoje do jornal Valor Econômico, a Enel (MI:ENEI), que adquiriu recentemente a Eletropaulo (SA:ELPL3), considera novos investimentos no país, e a companhia seria um alvo em potencial.

Francesco Starace, executivo da Enel, disse ao jornal que a unidade da companhia no Rio de Janeiro e a Light são muito próximas, o que faz com que o interesse seja natural. Para ele, a Cemig (SA:CMIG4) não tem o approach lógico sobre vender a Light. Ele destaca que as recentes mudanças na direção da estatal mineira podem contribuir para o negócio, mas que a operação pode levar mais tempo. Starce entende pode ser necessário esperar o leilão das distribuidoras da Eletrobras (SA:ELET3) para a mensuração do interesse das empresas pela Light.

Em maio, a estatal mineira informou pretende acelerar seu plano de desinvestimentos agora que resolveu problemas mais urgentes de liquidez, e a companhia avaliará todas alternativas disponíveis para concluir ainda em 2018 a venda de sua controlada Light

"As negociações continuam, com uma previsão de conclusão dentro do cronograma esperado, no segundo semestre. Mas acho que a Light tem algo muito positivo, que é esse momento de visibilidade do setor de energia e do setor de distribuição com (a disputa pela) Eletropaulo. Esse evento favorece e pode até acelerar nosso processo de venda", disse o diretor de Desenvolvimento de Negócios da Cemig, Daniel Faria Costa.

Após pergunta de um analista, os executivos da Cemig afirmaram também que o negócio pela Light ainda não foi fechado porque a proposta apresentada até o momento não foi considerada suficiente pela companhia

Com Reuters.