Itaú aprova nova distribuição de proventos com pagamento em 30 de agosto

jul 31, 2018

Em conjunto com a divulgação do resultado do segundo trimestre do ano, o Itaú Unibanco (SA:ITUB4) comunicou que seu conselho de administração aprovou o pagamento, no dia 30 de agosto, de proventos aos acionistas, complementares aos dividendos pagos mensalmente durante o primeiro semestre e imputados ao valor do dividendo obrigatório de 2018.

A base de cálculo será a posição acionária final registrada no dia 17 de agosto dividida em dividendos de R$ 0,624 por ação e de juros sobre capital próprio, no valor de R$ 0,12520 por ação bruto, ou R$ 0,10642 líquido, excetuados dessa retenção os acionistas pessoas jurídicas comprovadamente imunes ou isentos.

Resultado

O Itaú Unibanco teve leve variação no lucro do segundo trimestre, uma vez que maiores receitas com tarifas, com crédito e com vendas de carteiras compensaram os efeitos de maiores despesas com provisões para perdas com inadimplência.

O maior banco privado do país informou nesta segunda-feira que teve lucro líquido recorrente de 6,38 bilhões de reais no período, alta de 3,5 por cento ante igual período de 2017, mas recuo de 0,6 por cento na medição sequencial. As projeções para o ano foram mantidas.

Numa mão, a carteira de crédito evoluiu 3,7 por cento em três meses e 6,1 por cento contra um ano antes, para 623,3 bilhões de reais. A expansão, pontuada pelo foco nas operações que rendem maiores spreads, como no varejo, fizeram a margem financeira com clientes crescer 4,5 por cento na base sequencial, para 15,95 bilhões de reais. A margem com clientes ajustada ao risco subiu de 7,4 para 7,6 por cento no período.

Entre os pontos de menor brilho no balanço, as despesas não decorrentes de juros, de 12,26 bilhões de reais, representam aumento sequencial de 5 por cento e subiram 6,1 por cento ano a ano, refletindo em parte maiores gastos com marketing durante o Copa do Mundo.

No conjunto, o retorno recorrente sobre o patrimônio líquido, que mede como um banco remunera o capital do acionista, foi de 21,6 por cento no trimestre, queda de 0,6 ponto contra o trimestre anterior, e aumento ano a ano de 0,1 ponto.