Inter quer atrair investimentos em poupança para ampliar crédito imobiliário

ago 15, 2018

O banco digital Inter está de olho no mercado de crédito imobiliário. Atualmente, a carteira desse tipo de financiamento da instituição é R$ 1,6 bilhão. O objetivo do banco, presidido por João Vitor Menin, é aumentar em 40% a linha nos próximos anos. As informações são da Coluna do Broad, desta quarta-feira;

Segundo a publicação, uma das formas de se chegar ao objetivo é apostando na caderneta de poupança, que agora está disponível para investimento por meio do aplicativo. Mesmo sendo um banco voltado varejo, a poupança não estava entre as opções de aplicação.

Com a nova opção, o Inter espera conquistar um público maior e ser também mais competitivo na sua principal linha de crédito, a imobiliária. A ideia é se adiantar em um segmento que deve apresentar maior concorrência nos próximos meses com as novas do financiamento imobiliário.

A coluna destaca ainda que o banco digital calcula que tem potencial de R$ 14 bilhões em investimentos na poupança em um ano, levando em consideração atingir a meta de 2 milhões de correntistas no mesmo período, com penetração de 2% do estoque de R$ 750 bilhões da poupança no sistema.

De acordo com a publicação, até o final de julho, o banco digital somava 900 mil correntistas.