Frigoríficos avançam com sinalização de fim de embargo russo

mai 22, 2018

Investing.com - A notícia que a Rússia sinaliza com a possibilidade do fim do embargo às carnes bobinas e suínas brasileiras é bem recebida pelo mercado, puxando a valorização das ações das principais companhias brasileiras do setor.

No caso da Marfrig (SA:MRFG3), os ganhos são de 2,22% a R$ 7,83, enquanto JBS (SA:JBSS3) avança 1,78% a R$ 9,75. Já os papéis da Minerva (SA:BEEF3) registram valorização de 1,15% a R$ 7,03 e os da BRF (SA:BRFS3) tem alta de 1,71% a R$ 22,00.

De acordo com o Valor, depois de seis meses, a Rússia sinaliza de forma positiva em relação ao fim do embargo às carnes bovinas e suínas brasileiras. Segundo o vice-presidente de mercados da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Ricardo Santin, as dúvidas técnicas foram resolvidas e a última pendência seria deordem política, com a posse de Vladimir Putin para seu novo mandato (o que ocorreu em 7 de maio) e a definição do novo ministro da Agricultura da Rússia.

Para a XP Investimentos, a retomada das vendas à Rússia é importante para a indústria de carne suína, mesmo que seja uma reabertura limitada, dado que o país almeja a autossuficiência na produção.

Os russos respondiam por 40% do volume exportado e 50% das receitas. No caso da carne bovina brasileira, a Rússia também é relevante, mas a dependência é menor. O mercado russo representava cerca de 10% das exportações dos frigoríficos brasileiros até o embargo.