Em outubro, estrangeiros já tiraram 1,69 bilhão da bolsa brasileira

out 23, 2018

A sessão de sexta-feira (19) foi marcada, mais uma vez, pela forte saída de recursos estrangeiros do segmento Bovespa da B3, sendo o oitavo dia seguido com esse movimento. Somente no dia, as compras foram de R$ 5,728 bilhões e as vendas de R$ 6,343 bilhões, levando a um resultado negativo de R$ 615,030 milhões. Agora, o resultado do mês é negativo R$ 1,690 bilhão.

Já os investidores institucionais aproveitaram o dia para aumentar a posição comprada em R$ 462,284 milhões, reflexo de compras de R$ 2,909 bilhões e vendas de R$ 2,446 bilhões. Dessa forma, o acumulado de outubro é de R$ 4,123 bilhões.

Para o investidor pessoa a sessão foi de ingresso, em uma única sessão, de R$ 155,658 milhões, reflexo de aquisições de R$ 2,377 bilhões e alienações de R$ 2,221 bilhões. Dessa forma, esse tipo de investidor acumula saldo negativo de R$ 2,399 bilhões em outubro.

As empresas públicas e privadas aproveitaram o dia para a ampliar a posição na bolsa, com as compras (R$ 98,424 milhões) superando as vendas (R$ 68,580 milhões) em R$ 29,843 milhões. Agora, o resultado de outubro é positivo em R$ 66,172 milhões.

Já as instituições financeiras realizaram aquisições de R$ 571,330 milhões e vendas de R$ 604,085 milhões, o que levou ao resultado diário de -R$ 32,755 milhões. No mês, o resultado é de -R$ 98,674 milhões.

Entre todas as operações de compras e vendas, o segmento Bovespa movimentou na sessão um total de R$ 23,368bilhões, com média diária de R$ 33,796 bilhões e total acumulado no mês de R$ 473,155 bilhões.