Em novo dia de volatilidade, Tesouro Direto suspende negócios

ago 30, 2018

O Tesouro Nacional suspendeu os negócios do Tesouro Direto na parte da manhã desta quinta-feira-feira devido à alta volatilidade dos juros dos papéis. A interrupção se deu às 11h00 e a previsão é de retomada às 12h00. A última interrupção dos negócios aconteceu na última sexta-feira.

As taxas dos títulos atrelados à inflação registraram forte oscilação. Os títulos com vencimento em 2035 e 2045 eram oferecidos com rendimento de 5,75%, enquanto o de 2024 a 5,52%, somados ao IPCA.

Entre os prefixados, o papel para 2025 era oferecido a 11,95% e com vencimento em 2021 a 9,52%. O título mais longo, com juros semestrais e vencimento em 2029, saia a 12,12%

Os contratos futuros DI para janeiro de 2021 avançam 0,190 p.p. a 9,77%, enquanto os para janeiro de 2020 têm alta de 0,200 p.p. a 8,62%. Já o de janeiro de 2023, a variação positiva é de 0,220 p.p. a 11,46%.

Dólar seguem em forte alta

A moeda americana opera com alta firme nesta quinta-feira, superando patamar de 4,17 reais, em dia de forte aversão ao risco nos mercados internacionais por conta cenário internacional, com destaque para disputa comercial Estados Unidos e China, além do cenário eleitoral local.

Às 11h08, o dólar avançava 1,54 por cento, a 4,1688 reais.