Eletropaulo cai mais de 5% com antecipação de R$ 900 milhões da Enel

jul 04, 2018

Investing.com - Após perder mais de 10% na sessão de ontem, as ações da Eletropaulo (SA:ELPL3) operam com desvalorização de 5,31% a R$ 34,23 no final da manhã desta quarta-feira na B3. A distribuidora de energia paulista Eletropaulo fechou um acordo com sua controladora, a italiana Enel (MI:ENEI), pelo qual receberá R$ 900 milhões a título de adiantamento para futuro aumento de capital (Afac), segundo ata de reunião do Conselho de Administração da Eletropaulo divulgada na terça-feira.

O movimento de hoje dá sequência ao recuo visto ontem, quando o papel cedeu 10% depois que o Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) aprovou a alienação da participação acionária da Eletrobras (SA:ELET3) Participações (Eletropar) na companhia. No radar, a Aneel autorizou elevação nas tarifas em média 15,8%.

A capitalização acontece porque a Enel havia se comprometido a realizar em até 30 dias um aumento de capital que resulte em aporte de ao menos R$ 1,5 bilhão na Eletropaulo após fechar a aquisição do controle da elétrica no mês passado.

"Tendo em vista que a operação de aumento de capital social não está sendo realizada imediatamente em decorrência dos procedimentos exigidos pela legislação societária, a companhia e a Enel irão celebrar o Afac para antecipar o valor de R$ 900 milhões do compromisso do aporte Enel", explica a Eletropaulo na ata da reunião.

A Enel pagou cerca de R$ 5,55 bilhões por uma fatia de mais de 70% na Eletropaulo, em negócio realizado por meio de uma oferta primária de aquisição (OPA). A elétrica tinha como principais acionistas a norte-americana AES e o BNDESPar, braço de participações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que venderam suas participações no âmbito da OPA.

Com Reuters.