Eletrobras cai forte com aumento da descrença com privatização

mai 24, 2018

Investing.com - Ao lado da Petrobras (SA:PETR4), as ações da Eletrobras (SA:ELET3) lideram as perdas do Ibovespa na tarde desta quinta-feira. Os papéis PNB recuam 7,20%, enquanto os ON perdem 3,88% a R$ 15,35. O mercado ainda repercute a decisão do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) de tirar a Medida Provisória que trata da privatização da elétrica da pauta da casa.

No entanto, o desempenho das ações da companhia está também ligado a greve dos caminhoneiros e seus desdobramentos. A decisão de ontem da Petrobras de baixar o preço do diesel em 10%, mostra que o governo tem pouca opção para reduzir o preço dos combustíveis a não ser mudar a política de preços da petroleira.

Com isso, o governo de Michel Temer fica mais dependente do Congresso Nacional, o que dá pouca margem para a aprovação de medidas consideradas impopulares, como é o caso da privatização da Eletrobras, ainda mais às vésperas de uma eleição presidencial.

Agora, para conseguir encaminhar venda da elétrica, o governo precisa que os parlamentares aprovem um projeto de lei que já tramita sobre o assunto. No entanto, a leitura é que o espaço de tempo é curto para conseguir discutir a questão e aprovar nas duas casas do Congresso, para depois iniciar o processo de privatização.

Caso não consiga vender as distribuidoras este ano, a Eletrobras pode ter de arcar com uma conta de R$ 16,6 bilhões, que é o montante calculado para liquidar as empresas. Para muitos analistas, o resumo da ópera é que ficou mais difícil levar adiante a venda da Eletrobras.