Duratex avança com sinalização de Suzano deve exercer opção de compra de floresta

jun 28, 2018

Investing.com - As ações da Duratex (SA:DTEX3) operam com valorização de 3,37% a R$ 8,61, na tarde desta quinta-feira na bolsa paulista. De acordo com o Valor Econômico, a Suzano Papel e Celulose (SA:SUZB3) irá exercer a opção de compra das de florestas da Duratex no estado de São Paulo, até o próximo dia 2, opor um total de R$ 750 milhões por uma área de 20 mil hectares de eucalipto.

Segundo o jornal, a operação que não era esperada irá acontecer graças ao reforço do caixa resultante da alta do dólar, o que fez com que a Suzano passe a ter conforto financeiro para seguir adiante com essa operação ao mesmo tempo em que avança na compra bilionária da Fibria (SA:FIBR3).

Nesse caso, o volume de florestas é de 5,6 milhões de metros cúbicos. Se a compradora exercer essa opção, a Duratex terá mais um lucro extraordinário de 360 milhões de reais.

A Suzano afirmou que já possui na região central do Estado de São Paulo 61 mil hectares e que a operação com a Duratex "gera otimização de sua base, com redução do raio médio para a unidade industrial de Limeira, além de gerar à Suzano a opção de um potencial projeto de expansão de produção de celulose no Estado de São Paulo".

A opção de ampliar produção de celulose em São Paulo vem em um momento em que o preço da matéria-prima do papel segue em elevação, com rivais como Fibria ampliando produção com a entrada em operação de novas unidades industriais.

A fábrica da Suzano em Limeira tem capacidade para produção 360 mil toneladas de celulose. A empresa tem outra fábrica de celulose em Suzano com capacidade para 95 mil toneladas. Além destas, a empresa tem mais 1,4 milhão de toneladas de capacidade em Mucuri (BA) e 1,65 milhão em Imperatriz (MA).