Skip to main content
dollar-civil-unrest

Dólar americano cai em meio à agitação civil

Sex, 2020-06-05 11:04

O dólar americano teve um início conturbado em junho, sofrendo perdas significativas com relação a todas as principais moedas. Isto aconteceu depois de março ter visto as verdinhas ganhando força significativamente por uma série de razões. Como a moeda de reserva do mundo, o dólar sempre foi uma espécie de ativo de segurança. Assim sendo, o êxodo generalizado dos ativos de risco em meio à pandemia mundial registrou uma elevada procura por USD. Adicione a isso as enormes quantidades de dívida corporativa baseadas em dólar e os enormes ganhos do dólar parecem lógicos.

Dada a rápida ascensão do dólar na sequência da crise do coronavírus é compreensível que possamos ver o dólar perder alguns dos seus ganhos à medida que as medidas globais de quarentena são relaxadas. Em meio a esta forte tendência de baixa, o efeito da decisão do Presidente dos EUA, Donald Trump, de preservar o recente acordo comercial, apesar da iniciativa da China de retirar de Hong Kong do seu estatuto jurídico especial, foi bastante abafado.

No entanto, outro fator afetou o preço do dólar esta semana: a escalada de protestos em resposta ao assassinato ilegal de George Floyd. O que começou como uma manifestação pacífica escalou para tumultos violentos, que resultou na imposição de toque de recolher em várias cidades dos EUA seguidos pela intensificação de confrontos entre manifestantes e dso aplicadores da lei.

Olhando para o Velho Continente, nesta semana acompanhamos a divulgação de alguns dados econômicos fundamentais através de relatórios finais sobre as PMI para a zona euro e o Reino Unido. Ambas eram alinhadas com as previsões e representavam uma melhoria sensível desde os mínimos históricos de abril. O relatório da zona do euro mostrou 39,4 (contra uma estimativa preliminar de 39,5), enquanto o analógico do Reino Unido chegou exatamente às previsões de 40,7. Por outro lado, a PMI da ISM norte-americana foi anunciada em 39,8 (apenas 3.7 pontos acima do nível do mês passado, que foi o mais baixo em 10 anos).

Neste contexto, GBP/USD testou com 1,1200 mas, em última análise, recuou deste nível entre os dados econômicos fracos divulgados no início da semana. Parece que os investidores ainda estão cautelosos quanto à decisão da política monetária do BCE e o relatório Nonfarm Payroll. Ambos os quais estão agendados para divulgação no final desta semana.

Enquanto isso, EUR/USD conseguiu atingir 1,2575, mesmo quando as preocupações de Brexit continuavam crescendo. As negociações entre a Grã-Bretanha e a UE foram retomadas na terça-feira, com o porta-voz do primeiro-ministro chamando a UE de "sem precedentes" e insistindo para que a UE27 repensasse sua posição se um acordo fosse alcançado. As autoridades da UE, por outro lado, expressaram uma falta de confiança de que o Reino Unido quer um acordo.

Por fim, voltamos nossa atenção para o Japão: o par de moedas USD/JPY está sob constante pressão do dólar fraco. No entanto, ele finalmente conseguiu sair do seu canal lateral mais recente e subir para a região dos 108,80. Agora que o iene se consolidou acima de sua resistência em 108,50 e completou seu padrão invertido de cabeça e ombros, o iene pode continuar subindo. Especialmente se o preço do dólar continuar caindo.

Lembre-se, qualquer que seja a situação no mercado Forex, existem sempre oportunidades com a Libertex. Com uma alavancagem generosa disponível em praticamente todos os pares de moedas, você pode transformar um depósito modesto em um belo retorno em apenas uma negociação vencedora, mas deve sempre considerar os riscos de perder dinheiro ao usar a alavancagem. Então, o que você está esperando? Crie sua conta Libertex agora e comece a negociar hoje mesmo!

Experimente a emoção do trading!

Registre-se numa conta demo com a Libertex e aprenda a negociar