Skip to main content

PACOTE DEFINITIVO
para investidores e traders!

  • Ações que valem até US$ 200
  • US$ 10 para negociar cripto
  • Status Gold no seu primeiro mês\
  • Acesso à educação
  • Acesso a ideias de investimento
free shares promotion
gold-history

Dias dourados de outrora

Ter, 2022-09-20 15:05

Por milênios, o ouro tem sido considerado uma reserva de valor. Ele foi transformado em joias, ornamentos, barras e moedas e, até meados do século XX, muitas das maiores economias do mundo o usavam para apoiar suas moedas nacionais. Mas por que razão tivemos e temos esse metal amarelo em tão alta estima? Além de ser maleável e bonito de se olhar, as utilizações práticas do ouro e da prata só foram descobertas muito depois da Revolução Industrial. No entanto, cultura após cultura minerou, acumulou e foi à guerra por sua causa.

Ninguém sabe realmente por que exatamente o ouro e a prata são considerados tão preciosos. Eles podem ter pouco valor inerente, mas conseguiram se igualar a inflação ao longo de grande parte da história humana registrada, o que é um grande feito por si só. Isso os torna uma consideração inteligente para quem quer criar uma carteira de investimento equilibrada, especialmente em tempos de incerteza econômica e de inflação elevada como os que estamos vivendo atualmente. A parte complicada é como decidir sobre uma ponderação sólida para o ambiente financeiro específico e como detectar uma inversão de tendência a tempo.

Uma breve viagem na história

Para muitos traders e investidores em seu auge hoje, a dor da crise financeira global de 2007-08 (GFC, sigla em inglês) é tão vívida como na época que aconteceu. Todos nós vimos como investimentos aparentemente seguros foram aniquilados em um período muito curto de tempo, causando indescritíveis dificuldades econômicas a inúmeras pessoas. 

No entanto, houve uma classe de ativos que absolutamente explodiu na sequência da GFC: o ouro. Como as ações e os títulos estavam em colapso, o metal amarelo subiu de US$ 500 por grama no início de 2007 para um pico de US$ 1.800 no final de 2011. Ganhos estáveis de 100% ao ano são considerados incomuns, mesmo em ações de crescimento revolucionário, mas é uma anomalia total para commodities. Tendo visto o quão bem o XAU/USD performou nestes últimos tempos de crise, a maioria dos investidores e até mesmo alguns traders estão convencidos de que suas alocações devem ser aumentadas durante eventos de Cisne Negro e períodos de hiperinflação.

A melhor hora é sempre agora

A pandemia e a subsequente insegurança financeira nos deram agora uma crise mais recente para medir o desempenho dos metais preciosos e os resultados dessa análise mostram a importância vital de um contexto mais amplo. O ouro começou 2020 em torno de US$ 1.550, enquanto a prata começou o mesmo ano valendo apenas US$ 18 por onça. Ambos conseguiram ganhos fortes acima dos 30% ao longo do período inicial da pandemia, mas se estabeleceram agora em um nível aproximadamente 10% superior ao de janeiro de 2020.

Tendo em conta a novidade completa da crise do coronavírus, esses aumentos da sub-inflação parecem extremamente desanimadores. No entanto, quando olhamos um pouco mais de perto, vemos quantos fatores estão em jogo. Nesta crise, o mundo inteiro parou de funcionar, o que significou inevitavelmente menor procura industrial por estes metais. Em segundo lugar, as taxas de juros ultrabaixas e a flexibilização quantitativa ativa por parte dos bancos centrais fizeram com que as ações e as criptomoedas fossem muito mais atraentes para uma nova geração de investidores. Agora, à medida que as taxas de juros aumentam, outros "refúgios", como os títulos do Tesouro dos EUA e o próprio dólar americano, estão tirando cada vez mais capital dos metais preciosos "fora de moda".

De volta para o futuro

Como já foi dito aqui, o ouro tem tido tradicionalmente um desempenho excepcionalmente bom em tempos de elevada inflação e incerteza econômica. No entanto, o ano passado ou os dois últimos anos não foram muito impressionantes, dadas as circunstâncias. Embora as causas sejam múltiplas, as taxas de juros desempenharam, sem dúvida, um papel nisso. O clima ultra-pacificador que conduziu a esta crise fez com que, à medida que a Reserva Federal dos EUA começou a aumentar drasticamente as taxas de juros, o dólar se fortalecesse rapidamente contra praticamente todas as principais moedas. Naturalmente, o dólar americano é um porto seguro em si e muito mais líquido do que o ouro ou a prata.

A opinião de muitos investidores foi que é melhor ter USD à mão para comprar mais ativos quando os preços caem do que investir tudo em metais preciosos, principalmente quando o dólar está mais ou menos superando a inflação para qualquer pessoa fora dos EUA. Ainda assim, se a inflação se revelar muito menos transitória do que se pensava, poderíamos ver a procura de ouro aumentar constantemente. Diversos especialistas previram que os dados mais recentes relativos à inflação mostrariam um recuo significativo na pressão dos preços. Mas agora que esse sonho foi completamente despedaçado, em breve poderíamos ver fluxos estáveis em ouro e prata.

Negocie CFDs de metais preciosos com a Libertex

Com muitos anos de experiência, a Libertex é uma corretora com um pedigree histórico. Oferecemos uma ampla variedade de CFDs de ativos subjacentes, incluindo ouro, prata e até mesmo várias ações de mineração. Como a Libertex oferece posições curtas e longas, você poderá fazer a sua escolha, independentemente da direção que achar que o mercado está seguindo. Para mais informações ou para registrar uma conta própria, visite www.libertex.com/sign-up

Experimente a emoção do trading!

Registre-se numa conta demo com a Libertex e aprenda a negociar