Depois de abrir em queda, Forjas Taurus volta ter ganhos com Bolsonaro e emissão

out 08, 2018

Após começar o dia operando em queda, as ações da Forjas Taurus (SA:FJTA3) iniciaram a recuperação na parte da tarde e agora avançam 2,50% a R$ 5,74. Pouco mais cedo, os ativos recuavam 5,5%, chegando a registrar a mínima de R$ 5,25. No caso das ações ordinárias, os ativos agora saltam 11,05% a R$ 8,44.

Apenas na semana que antecedeu o pleito, as ações acumularam altas de 50,5% para as ordinárias e de 134% para as preferenciais.

O fôlego dos papéis tinha apoio no fortalecimento nas pesquisas sobre intenções de votos de Bolsonaro, que tem entre suas bandeiras melhora da segurança pública e defende a liberalização nas regras para concessão do porte de armas, embora analistas questionem os fundamentos da companhia.

Além disso, a fabricante informou na sexta-feira que seu conselho de administração aprovou a emissão de 74 milhões de bônus de subscrição de ações preferenciais, com objetivo de reduzir o endividamento da companhia.

A emissão será feita em quatro séries. Na primeira, de 25 milhões de bônus, cada bônus será vendido 0,20 real e dará direito à subscrição de uma ação a 4 reais até 5 de abril de 2019.

A segunda, de 20 milhões de bônus, permitirá que cada bônus vendido a 0,10 real compre uma ação a 5 reais até 5 de julho de 2019. A terceira, também de 20 milhões de bônus, também com valor unitário de 0,10 real dará direito à compra de uma ação a 6 reais até 7 de abril de 2019. A última tranche, de 9 milhões de bônus, igualmente a 0,10 real cada, dará direito à compra de uma ação a 7 reais até 5 de outubro de 2020.

Uma eventual subscrição total das ações pode movimentar quase R$ 400 milhões.

Com Reuters.