CVC avança mais de 2% com aquisições de US$ 20 milhões na Argentina

set 05, 2018

Na parte da tarde desta quarta-feira, as ações da CVC Brasil (SA:CVCB3) operam com valorização de R$ 1,86%, negociadas a R$ 40,02. O pano de fundo é a aquisição do controle acionário de três empresas do setor de turismo na Argentina, por um valor total de cerca de US$ 20 milhões, em sua estratégia de expansão internacional.

Para a Coinvalores, essas transações na Argentina constituem uma boa oportunidade para as operações da companhia, tanto no tocante ao crescimento quanto em relação às possíveis sinergias entre os grupos. Por fim, o total a ser desembolsado não pressionará a alavancagem financeira da CVC.

Acordo

A CVC fechou acordo para aquisição de 60,06 por cento da Servicios de Viajes Y Turismo Biblos e da Avantrip.com, ambas do grupo Biblos Américas, ou Bibam, por meio de sua controlada argentina CVC Turismo S.A.U., pelo valor de 5,375 milhões de dólares.

Adicionalmente, a CVC assinou um memorando de entendimentos em caráter vinculante para a aquisição de participação acionária de 60 por cento na Ola Transatlántica Turismo, por 14,040 milhões de dólares. Com sede em Rosário, a Ola tem reservas anuais confirmadas em 2017 de 285 milhões de dólares.

O grupo Bibam, um dos maiores em comércio eletrônico em volume de transações na Argentina, oferece produtos e serviços de viagem, além de programa de benefícios e fidelidade. Também atua como agência de viagens focadas no mercado de luxo, corporativo e eventos, com reservas anuais confirmadas de aproximadamente 200 milhões de dólares em 2017.

A CVC disse que terá juntamente com a Ola Transalántica Turismo e a Biblos/Avantrip aproximadamente 500 milhões de dólares em reservas anuais confirmadas, estando entre os três maiores grupos de viagens do mercado argentino.

"A administração da companhia considera uma boa oportunidade de crescimento e geração de valor alinhada com a estratégia de expansão regional, a despeito da volatilidade recente da economia argentina, fato que foi contemplado nos termos das duas transações", disse a CVC, acrescentando que o fluxo de turismo entre Brasil e Argentina "por si só representa uma grande oportunidade de sinergia".