Criptomoedas em baixa devido a sinais contraditórios de reguladores

mai 07, 2018

Investing.com - Criptomoedas estavam em baixa de forma geral nesta segunda-feira, já que preocupações com regulamentação japonesa superavam sinais de que a Coreia do Sul poderia flexibilizar as restrições.

Por ordem decrescente de capitalização, bitcoin, tinha perdas 1,87% nas últimas 24 horas e era negociado a US$ 9.356,70 na corretora Bitfinex por volta das 09h30, ethereum caiu 4,76% nesse período e estava cotado a US$ 737,73, ripple recuava 4,03% para US$ 0,82275, ao passo que bitcoin cash, produto da divisão do bitcoin e a quarta maior criptomoeda em termos de capitalização de mercado, caía 3,49% e era negociado a US$ 1.632,30.

A Agência de Serviços Financeiros do Japão deve introduzir diretrizes mais rígidas para as plataformas locais de câmbio de criptomoedas a fim de evitar outra invasão, conforme sugeriram informações no final de semana.

A FSA está apresentando uma "agenda de cinco pontos" para fortalecer os regulamentos de compra e venda de criptomoedas, o que incluiria padrões de segurança mais sólidos, como autenticação de dois fatores para transferências de moedas e um sistema que garante que moedas não sejam armazenadas em carteiras on-line propensas a ataques.

Um processo mais completo de conhecimento do cliente também seria desenvolvido para eliminar a lavagem de dinheiro, de acordo com os relatórios.

As diretrizes mais rígidas do Japão superaram as notícias mais positivas informando o presidente do Serviço de Supervisão Financeira da Coréia do Sul, Yoon Suk-Heun, afirmou que o país está considerando para flexibilizar a regulamentação local de criptomoedas.

"A respeito de criptomoedas, há alguns aspectos positivos", afirmou Yoon a repórteres.

"O Serviço de Supervisão Financeira irá colaborar com a Comissão de Serviços Financeiros quando uma inspeção em políticas e instituições financeiras tiver diferentes configurações associadas a diferentes escopos. A Comissão inspeciona as políticas, ao passo que o Serviços de Supervisão examina e supervisiona instituições financeiras, mas com a supervisão da Comissão", afirmou Yoon.