Cotação do petróleo dos EUA em mínima de 8 semanas após dados pessimistas

ago 15, 2018

A cotação do petróleo nos EUA despencava ainda mais nesta quarta-feira, atingindo a mínima de oito semanas depois que dados mostraram que os estoques de petróleo dos EUA subiram inesperadamente na semana passada.

O petróleo bruto West Texas Intermediate recuava US$ 1,73, ou cerca de 2,5%, para US$ 65,36 o barril na Bolsa Mercantil de Nova York (NYMEX, na sigla em inglês) às 11h33. Estava no menor nível desde 21 de junho. Os preços estavam em torno de US$ 65,86 antes da divulgação dos dados dos estoques.

A Administração de Informação de Energia dos EUA (EIA, na sigla em inglês) afirmou em seu relatório semanal que os estoques de petróleo bruto tiveram aumento de 6,8 milhões de barris na semana que se encerrou em 10 de agosto.

Isso se compara às expectativas dos analistas de que os estoques de petróleo bruto tivessem redução de 2,4 milhões de barris, ao passo que o Instituto Americano de Petróleo informou na terça-feira um aumento surpreendente de 3,7 milhões de barris no abastecimento.

O total petróleo bruto nos estoques dos EUA ficou em 414,2 milhões de barris na semana passada.

O relatório também mostrou que os estoques de gasolina tiveram aumento de 740.000 barris, o que se compara a expectativas de uma redução de 583.000 barris. No caso de estoques de destilados, incluindo diesel, a EIA relatou um aumento de 3,5 milhões de barris.

Os preços já estavam na defensiva antes dos dados do EIA, uma vez que o sentimento foi obscurecido por uma perspectiva econômica mais sombria que poderia começar a impactar a demanda por petróleo, disseram operadores do mercado.