Cotação do ouro sobe mais de 1%, ficando acima de US$ 1200

out 02, 2018

Os preços do ouro subiram mais de 1% nesta terça-feira, ficando acima do nível de US$ 1.200 em meio ao aumento da demanda por refúgio seguro, já que as preocupações com questões fiscais da Itália atingiram os mercados financeiros.

Os contratos de futuros de ouro que vencem em dezembro subiam 1,24% para US$ 1.206,60 às 10h53 na divisão Comex da Nova Bolsa Mercantil de York.

As preocupações dos investidores com a Itália se intensificaram nesta terça-feira, depois que o chefe do comitê de orçamento da Câmara, disse que a Itália teria resolvido seus problemas fiscais com sua própria moeda.

Os comentários somaram-se a uma guerra de palavras com a União Européia sobre a proposta de orçamento do governo populista que busca aumentar os gastos e reduzir impostos, mas aumentaria a dívida da Itália e violaria as regras do orçamento da UE.

Autoridades da União Europeia alertaram que o plano de tomar bilhões de euros a mais para financiar os gastos pode levar o bloco à crise, mas o vice primeiro-ministro Luigi Di Maio disse que a Itália não mudaria suas metas de déficit orçamentário.

Os ganhos do ouro vieram apesar da força do índice do dólar, que mede a força do dólar norte-americano em comparação com a cesta das seis principais moedas, em alta de 0,29%, para 95,20.

O metal amarelo encerrou o terceiro trimestre com queda de 4,6%, após queda de 0,9% em setembro, à medida que as taxas de juros nos EUA e a marcha do dólar estão mais robustas.

Aumentos de taxa de juros e maiores os rendimentos dos títulos americanos amortecem o apelo ao ouro, que não oferece rendimento. Eles também tendem a impulsionar o dólar, tornando o ouro cotado em dólar americano mais caro para os detentores de moedas estrangeiras.

Ainda sobre o comércio de metais, a cotação de dezembro para contratos futuros da prata avançava 2,64% para US$ 14,89 por onça troy, enquanto a cotação para janeiro da platina foi negociada a US$ 836,8, com um aumento de 1,08% para o dia.

Entre os metais de base, a cotação para dezembro contratos futuros de cobre subiam 2,03% e eram negociados a US$ 2,845.