Contratos futuros do minério de ferro fecham dia com alta de 2,22% em Dalian

ago 03, 2018

Após algumas quedas consecutivas e expressivas, os contratos futuros do minério de ferro tiveram na sessão desta sexta-feira, na bolsa chinesa de mercadorias da Dalian, valorização de 2,22% a 484,50 iuanes por tonelada, nos ativos com data de vencimento em setembro deste ano. A variação diária foi de 10,50 iuanes.

A sessão também foi de ganhos para os papéis do vergalhão de aço, transacionados na bolsa de mercadorias de Xangai. O ativo de maior liquidez, com entrega em outubro deste ano, a valorização foi de 66 iuanes para um total de 4.187 iuanes por tonelada. Já o segundo contrato mais negociado, de janeiro de 2019, a alta foi de 79 iuanes para 4.031 iuanes por tonelada.

A China planeja continuar a impor medidas de combate à poluição em sua região de Pequim-Tianjin-Hebei e áreas próximas, de 1º de outubro a 31 de março de 2019, segundo uma proposta divulgada pelo Ministério do Meio Ambiente nesta quinta-feira.

O objetivo é reduzir a concentração de partículas respiráveis, conhecidas como PM2.5, em cerca de 5 por cento ao ano, durante o inverno na região.

Indústrias pesadas nos setores de aço, não-ferrosos, coque e materiais de construção serão obrigadas a cortar a capacidade de produção no inverno, que normalmente começa em meados de novembro.

Pequim vai impor uma redução na produção de aço de 50 por cento em seis principais cidades produtoras, incluindo Tangshan e Handan no período. A redução da capacidade nas outras cidades da região não será menor de que 30 por cento.

O país também planeja trocar aquecimento a carvão em 3,92 milhões de domicílios na região, para aquecimento a gás, até o fim de outubro.

Com Reuters.