Compra da Braskem pela LyondellBasell está na fase final, diz O Globo

out 01, 2018

Em meados de junho, foi noticiado na imprensa que a Odebrecht iniciou as negociações com a holandesa LyondellBasell para a venda de toda sua participação na Braskem (SA:BRKM5). Na época, a operação estava avaliada em US$ 9 bilhões. As ações de petroquímica operam em queda de 2,31% a R$ 57,09.

Desde então, as negociações seguem e a expectativa é que o negócio seja fechado logo. No domingo, a coluna do jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo, as negociações estão mais do que avançadas. O jornalista revelou ainda que o próximo passado da LyondellBasell será comprar a parte da Petrobras (SA:PETR4) na petroquímica.

Na época que a notícia foi divulgada, a Odebrecht esperava um prêmio sobre o valor de mercado da Braskem, que na ocasião avançou R$ 5,4 bilhões para R$ 38,6 bilhões. Atualmente, o valor de mercado da companhia é de R$ 45,42 bilhões.

A Odebrecht tem 38,3% da Braskem, sendo 50,1% do capital com direito a voto. A Petrobras tem 36,1% do capital, ou 47% das preferenciais.

Se a transação for concluída, serão garantidas aos demais acionistas da Braskem as mesmas condições negociadas para a Odebrecht, disse a Braskem. A Petrobras já disse anteriormente que tinha intenção de vender sua participação na petroquímica.

Como a Odebrecht está buscando ter uma fatia minoritária na LyondellBasell, o acordo pode ser estruturado de forma que a Petrobras possa receber apenas dinheiro por sua participação, se tiver interesse nisso.

Com Reuters.