Com lucro 23% menor, ações da Grendene caem mais de 3% na bolsa

out 26, 2018

Nesta sexta-feira na bolsa paulista, as ações da Grendene (SA:GRND3) operam com forte queda de 3,36% a R$ 7,48, depois de reportar lucro líquido de R$ 112,35 milhões no terceiro trimestre, valor 23,43% inferior ao prejuízo líquido apurado no mesmo período do ano anterior, quando foi de R$ 146,73 milhões. Na comparação com o segundo trimestre, quando o lucro líquido foi de R$ 65,8 milhões, houve um crescimento de 70,75% no desempenho da empresa.

Na visão da Coinvalores, o resultado da Grendene no terceiro trimestre não foram bons. Para os analistas, a recuperação da demanda no mercado interno não veio na intensidade esperada, além disso, os níveis de estoques do varejo, no período, estavam mais elevados que o normal, afetando o volume de pares embarcados. Por outro lado, o câmbio teve forte impacto positivo, o que pode ser observado na elevação da receita unitária em reais por par exportado.

Entretanto, a corretora destaca que este impacto nas margens bruta e EBIT não foi suficiente para contrabalançar a elevação de custos. Com isso, o EBITDA e o lucro líquido no 3T18 caíram em relação ao mesmo período do ano anterior.

Para a Suno Research, os resultados da Grendene, muito por conta de terem se mostrado abaixo das expectativas, podem contribuir para que um cenário de queda nos preços das suas ações possa vir a surgir, o que se traduz em boas oportunidades de entrada a preços descontados e com margens de segurança satisfatórias para os investidores de valor focados no longo prazo.

Já a receita líquida da companhia aumentou 0,46% de um ano para o outro, passando de R$ 596,33 milhões para R$ 599,09 milhões. Em relação ao último trimestre (R$ 446,13 milhões), a receita aumentou 34,29%.

Além do resultado a companhia anunciou dividendos no valor de R$ 0,0524 por ação, para os acionistas posicionados ao final do dia 5 de novembro, passando a ser negociadas ex-dividendos no dia 06. O pagamento será realizado no dia 21 de novembro. Vale (SA:VALE3) salientar que os dividendos anunciados são 35,7% inferiores ao valor distribuído no 3T17.