Com exterior negativo e pesquisa eleitoral, Ibovespa opera em queda

out 24, 2018

O principal índice da bolsa paulista, o Ibovespa, opera com queda de 1,50% aos 84.016 pontos na parte final da manhã desta quarta-feira na B3. O mercado reage aos números das pesquisas eleitorais, com os balanços também no radar dos investidores. No entanto, o maior peso vem do cenário internacional. O volume de negócios é de R$ 4,931 bilhões.

Nos Estados Unidos, os principais índices acionários operam em queda com os investidores decepcionados com o resultado trimestral das empresas de tecnologia. Além disso, minério de ferro recua e o petróleo, depois de chegar ao menor patamar desde agosto, passou a subir com dados apontarem queda nos estoques americanos de combustíveis.

O petróleo é uma preocupação com a queda da demanda pelo produto e também às vésperas das sanções que serão impostas pelo governo americano ao Irã a partir de 4 de novembro. A preocupação é que com o aumento da oferta após a promessa da Arábia Saudita elevar sua produção

O mercado também está atento ao Livro Bege, documento do Federal Reserve que pode trazer sinais e detalhes sobre a visão dos membros do banco central americano sobre a alta de juros nos país, o que tem sido alvo de duras críticas do presidente Donald Trump.

Na cena interna, o mercado recebeu com apreensão a última pesquisa Ibope para a presidência da República que, apesar de ter variado dentro da margem de erro, traz o aumento da rejeição a Jair Bolsonaro (PSL) e a queda a Fernando Haddad (PT).

No cenário econômico, os investidores digerem os resultados trimestrais da Fibria (SA:FIBR3) e da WEG (SA:WEGE3), enquanto esperam os números da Vale (SA:VALE3), Localiza (SA:RENT3) e Via Varejo (SA:VVAR11), marcados para hoje ao final do pregão.